Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O gigante acordou: Goldman Sachs explora criação de stablecoin própria

O gigante acordou: Goldman Sachs explora criação de stablecoin própria

goldman-sachs-bitcoin-stablecoin-criptomoedas-banco-investimentos-gigante

O grupo financeiro multinacional americano de investimentos, Goldman Sachs, está acordando para o potencial dos criptoativos e estuda a possibilidade de criar sua própria stablecoin. 

A informação foi dada por Mathew McDermott, novo chefe pró-blockchain de ativos digitais nomeado em junho deste ano pela gigante avaliada em US$ 64 bilhões. 

“Nos próximos cinco a 10 anos, você poderá ver um sistema financeiro em que todos os ativos e passivos são nativos de uma blockchain, com todas as transações acontecendo nativamente on chain”, disse em entrevista à CNBC publicada na quinta-feira (06).  

McDermott trabalha na multinacional sediada em Nova York, EUA, há 15 anos e se tornou chefe global de ativos digitais em junho, substituindo Justin Schmidt, “um ex-trader de cripto e quant educado pelo MIT e que dirigia a equipe de ativos digitais da Goldman desde 2018″, aponta a matéria. 

O executivo argumenta que o que fazemos hoje, no mundo físico, “basta fazer digitalmente, criando enormes eficiências”, e acrescenta: 

“Pode ser emissão de dívida, titularização, originação de empréstimos; essencialmente, você terá um ecossistema de mercados financeiros digitais, as opções são bastante vastas”, disse. 

Ele aponta que muitos processos legados atuais são lentos e ineficientes em termos de custo e, portanto, “ao alavancar a tecnologia de contabilidade distribuída, você pode padronizar acessos para gerenciar garantias em todo o sistema e ter um processo de liquidação muito mais eficiente, considerando a liquidação em tempo real”. 

McDermott diz que percebe a importância de “construir consenso com outros bancos, investidores institucionais e reguladores”, e por esta razão, recentemente conversou com o JPMorgan Chase e o Facebook. 

Criptomoedas e stablecoin da Goldman Sachs 

Durante a entrevista, McDermott disse que “definitivamente” houve um aumento no interesse em criptomoedas por parte de alguns clientes institucionais da Goldman Sachs “que estão explorando como participar desse espaço”. 

“Definitivamente parece que há um ressurgimento do interesse em criptomoedas”, acrescentou. 

Quanto ao lançamento de uma stablecoin própria, o executivo declarou: 

“Estamos explorando a viabilidade comercial de criar nosso próprio token digital fiduciário”, afirma. 

Contudo, ele ressalta que “ainda é cedo, pois continuamos a trabalhar nos possíveis casos de uso”. 

Depois de ocupar o novo cargo, McDermott supostamente contratou o diretor de estratégia de ativos digitais do banco rival, JPMorgan Chase – Oli Harris, que esteve envolvido com a primeira moeda digital de um grande banco anunciada no ano passado, a JPM Coin. 

Leia também: Lançamento da moeda digital da China: Começam testes em larga escala

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias