Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Fundos brasileiros de criptomoedas acumulam R$ 230 milhões em 2020

Fundos brasileiros de criptomoedas acumulam R$ 230 milhões em 2020

bitcoin-criptomoedas-fundos-investimentos-brasil-hashdex-jbl

No Brasil, o montante investido em fundos de criptomoedas já chega a R$ 230,7 milhões em 2020, com uma disparada de 11 vezes mais investidores no setor. 

Os dados foram disponibilizados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), e revelam que o mercado brasileiro de criptoativos está crescendo em ritmo acelerado. 

Em dezembro de 2019, cinco fundos de moedas digitais somavam, juntos, 1,3 mil cotistas e cerca de R$ 26 milhões em patrimôno líquido, mas esses números aumentaram rapidamente. 

Até junho deste ano, já havia 7,4 mil cotistas e R$ 130 milhões em patrimônio líquido. 

Pouco tempo depois, em 3 de setembro, já havia nesses fundos R$ 230,7 milhões em patrimônio líquido. Quanto ao número de cotistas, esse aumentou para 14,3 mil, conforme reportou o Valor. 

Esse salto em menos de um ano representa um aumento de 77,5% no capital aplicado de dezembro de 2019 a 3 de setembro de 2020. 

Contudo, devido a instrução 555/2014 da CVM, há um limite para o que cada tipo de investidor de varejo, pessoa física, pode estar expostos em ativos de renda variável no exterior, como criptomoedas. 

Portanto, nem todo esse valor está aplicado em Bitcoin e outras criptomoedas.  

De acordo com a instrução da autarquia, os fundos destinados a esses investidores estão limitados a aplicação de 20% em renda variável e 80% em renda fixa. 

Por isso, apenas R$ 161,2 milhões dos R$ 230,7 milhões estão investidos em criptoativos, o que corresponde a 69% do montante. 

“O ano de 2020, apesar de todos os seus pontos negativos até aqui, acabou formando uma espécie de “tempestade perfeita” para o desenvolvimento do mercado de criptomoedas no Brasil”, diz Fernando Carvalho, presidente da QR Capital.

Leia também: ABCripto e Blockchain Academy querem mapear as startups de Bitcoin no Brasil

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias