Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Para ex-agente da CIA, patente de mineração de cripto da Microsoft está ligada ao satanismo

Para ex-agente da CIA, patente de mineração de cripto da Microsoft está ligada ao satanismo

criptomoedas-microsoft-patente-hololens-abramovic-conspiração-satanismo-satanico

Para Kevin Shipp, ex-agente da CIA nos Estados Unidos, a patente da Microsoft de mineração de criptomoedas é parte de uma suposta conspiração satânica ligada à artista performática Marina Abramovic. 

A alegação veio após a exclusão de um curto anúncio da gigante de tecnologia, que apresentava Abramovic, acusada em 2016 de ter conexões com satanismo.

No vídeo, agora retirado do Youtube após mais de 24 mil reações negativas de usuários de extrema direita, a artista promove o óculos de realidade aumentada HoloLens 2, que permite aos usuários ver imagens digitais com o mundo exterior ainda em sua visão – funcionalidade chamada de “realidade mista” ou “realidade híbrida”. 

A performista sérvia fala sobre seu novo trabalho, The Life, que mistura características da realidade com a realidade aumentada, e diz aos espectadores que acredita que “a arte do futuro é uma arte sem objetos”, acrescentando que “isso é pura transmissão de energia entre o espectador e o artista”. 

“Para mim, realidade mista é esta proposta”, afirma.  

Microsoft e satanismo? 

Nesta quinta-feira (10), o investigador da CIA usou sua conta no Twitter para vincular a patente WO2020060606 da Microsoft, que visa permitir aos usuários a mineração de criptoativos por meio dos seus dados de atividade corporal à peça de publicidade estreando Abramovic.

Shipp disse aos seus mais de 150 mil seguidores na rede social: 

“Patente de Microsoft: WO2020060606 – SISTEMA DE CRIPTOMOEDAS USANDO DADOS DE ATIVIDADES CORPORAIS. Bill Gates usa a Marina Abramovic em um anúncio da companhia. Poxa, eles estão deixando as coisas óbvias”, declarou. 

O investigador seguiu os passos do cineasta russo Nikita Mikhalov, vencedor do Oscar, que chegou a afirmar, no início do ano, que a patente da Microsoft é uma prova dos planos sinistros de Bill Gates para usar microchipar toda a população global, devido aos “números da besta” (666) contidos em sua numeração. 

Para o ex-agente da CIA e amante de teorias da conspiração, a soma dos números ‘suspeitos’ da patente de criptomoedas mais a presença da artista em um anúncio da companhia, seriam evidências de uma suposta conspiração satânica. 

Em sua conta no Twitter, Shipp relaciona diversas celebridades, como Madonna e Beyoncé, a supostas conexões com satanismo, além de alertar sobre a “supremacia negra” e teorias sobre o governo americano. 

Leia também: PicPay admite ao CADE que já foi utilizado por pirâmide de Bitcoin

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias