Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

‘Day trader é corno, isso é coisa de gente burra’, diz youtuber

‘Day trader é corno, isso é coisa de gente burra’, diz youtuber

raiam-santos-day-trade-trader-corno-youtuber-empresário

Para o youtuber e empresário Raiam Santos, de 30 anos, a vida de day trader é “insustentável” e “coisa de gente burra”. 

“Day trader é corno; sempre o último a saber”, disse o carioca em um vídeo publicado em seu canal no Youtube na última quarta-feira (16). 

No vídeo de pouco mais de 13 minutos, o empreendedor usou um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) sobre a atividade de day traders no Brasil para apoiar seus argumentos de que seguir este caminho é uma furada. 

Conforme reportou o Criptonizando, com o estudo, os economistas da fundação concluíram que 97% dos day traders perdem o dinheiro, enquanto apenas 2,6% das pessoas pesquisadas lucraram cerca de R$ 300 reais por dia.  

Com 20 dias de pregão, são R$ 6 mil por mês”, disse Raiam, afirmando que esse valor não seria o suficiente nem para comprar uma menção em um de seus vídeos, ou mesmo pagar uma semanal de aluguel em seu apartamento. 

“Day trade não dá dinheiro, meus amigos. Você sempre vai perder para um negócio chamado HFT (High Frequency Trading) – algorítmos e robôs de grandes fundos e instituições”, ressalta o youtuber. 

Segundo ele, quando as notícias chegam até o público geral, esses robôs já “operaram em cima disso”. 

Day trader “é corno e burro”

Por isso, Raiam afirma que a prática de day trade “é coisa de gente burra, baixa, preguiçosa e que acredita em dinheiro fácil”. 

O empresário diz que qualquer pessoa que acredita que olhando para gráfico vai ganhar dinheiro e transformar aquilo em um trabalho “está enganando a si mesma”. 

“Day trader é corno. E trader de pessoa física também é corno; o último a saber.” 

Raiam defende que as pessoas devem investir nelas mesmas se quiserem ficar milionárias, e incentiva abrir e escalar uma empresa, “gerando valor ao mundo”. 

Por fim, o youtuber que hoje mora na Rússia e afirma ter feito três graduações nos EUA, além de ter trabalhado na bolsa de valores americana, admite ainda que já quebrou operando day trade, e alerta os críticos: 

“Eu falo mal do day trade porque não dei certo, só que ninguém dá certo no day trade […] Olha onde eu moro, olha a minha vida. Eu não dei certo no day trade, nem no futebol americano, mas olha onde eu estou e olha onde você está, amiguinho.” 

Confira:

Leia também: ‘Homem Bitcoin’ distribui BCH gratuitamente a estranhos na Califórnia

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias