Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Google vai minerar criptomoeda em parceria com a Block.one

Google vai minerar criptomoeda em parceria com a Block.one

Google-Cloud-eos-block-one-criptomoeda

O Google, gigante da tecnologia e serviços online anunciou uma parceria com a Block.one por meio da Google Cloud, um braço de desenvolvimento em nuvem responsável pelo armazenamento de dados, análise, Big Data e aprendizado de máquina dentro da companhia. 

Com a novidade, o Google passará a minerar uma criptomoeda, além de validar as transações feitas em sua rede. 

Em um anúncio oficial publicado pela empresa, a Google Cloud revelou sua candidatura a produtor de blocos (block producer) na rede EOS, construída na blockchain EOSIO pela Block.one. 

Diferente do Bitcoin e muitas outros criptoativos, que permitem um número ilimitado de nós para minerar e verificar transações, os 21 nós da EOS são eleitos por detentores da criptomoeda.

Conforme apontou a Forbes, o Google é o primeiro player do Vale do Silício a buscar a se candidatar para produzir os blocos da rede EOS, serviço que é um componente central do projeto. 

A rede de fibra ótica global de baixa latência e altamente provisionada do Google Cloud oferece estabilidade, confiabilidade, segurança e ampla cobertura de infraestrutura global para os esforços e desenvolvimento de blockchain público do Block.one”, declara a gigante da tecnologia. 

O Google Cloud acrescenta ainda que, por meio da parceria, trabalhará com o Block.one para “possibilitar novas maneiras de sua comunidade de código aberto de desenvolvedores se envolver e criar aplicativos utilizando o poder do protocolo EOSIO e a experiência de desenvolvedor incomparável do Google na nuvem”. 

Block.one dá boas-vindas

Pouco tempo depois, a Block.one publicou seu próprio comunicado, dando boas-vindas ao provedor global de infraestrutura e nuvem em hiperescala, acrescentando que: 

“Atrair um candidato a produtor de blocos do calibre do Google Cloud é um marco para a rede. Como um dos líderes mundiais em inovação tecnológica, a participação planejada do Google Cloud ressalta a importância do blockchain para o futuro dos negócios, governo e sociedade.”

Segundo o comunicado da Block.one, o Google Cloud “aproveitará o desempenho de classe mundial da rede EOS e a vibrante comunidade de código aberto enquanto trabalha para se tornar um produtor de blocos”.

Dan Larimer, CTO da Block.one, afirma que o Google Cloud continuará a fornecer sua infraestrutura de baixa latência e altamente provisionada para a empresa:

“Através de oráculos seguros, relatórios de transações entre cadeias, gerenciamento de chaves e validação de nó completo de alta integridade, a infraestrutura de computação confidencial do Google Cloud melhorar a segurança, escalabilidade e descentralização da tecnologia blockchain.” 

No início do ano, a Forbes chegou a afirmar que, para sobreviver e continuar mantendo seus lucros, o Google precisaria “matar o Bitcoin“. Seria esse passo parte do plano?

Leia também: Usar moedas de privacidade sugere “conduta criminosa”, diz Departamento de Justiça dos EUA

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias