Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Hacker engana usuários do Facebook com plataforma de bitcoin falsa

Hacker engana usuários do Facebook com plataforma de bitcoin falsa

Hacker engana usuários do Facebook com plataforma de bitcoin falsa

Hackers enganaram usuários do Facebook, uma das maiores redes sociais, com uma plataforma falsa de criptomoedas e bitcoin (BTC)

Segundo o TH, os hackers ofereciam uma plataforma falsa dizendo que a pessoa conseguiria ver quem visitou o seu perfil no Facebook se colocasse login e senha. Assim entravam na conta dos usuários para compartilhar links falsos de BTC.

Os pesquisadores descobriram uma operação de phishing e fraude de cartão de crédito que tinha como alvo os usuários da rede social. 

De acordo com a empresa de segurança cibernética vpnMentor, o golpe foi descoberto depois que os pesquisadores encontraram um banco de dados não seguro contendo 13,6 milhões de registros. 

Os dados totalizaram mais de 5,5 GB, usados por fraudadores para armazenar informações privadas das vítimas. 

Embora os dados tenham vindo de um curto período de tempo, entre junho e setembro de 2020, os pesquisadores acreditam que o golpe era provavelmente muito mais extenso e estava em operação há muito mais tempo. 

Os criminosos engaram os usuários do Facebook para que fornecessem credenciais de login para suas contas privadas por meio de uma ferramenta que fingia revelar quem estava visitando seu perfil. 

Em seguida, eles usaram as credenciais de login roubadas para compartilhar comentários de spam em postagens na rede social, direcionando as pessoas para uma plataforma de negociação de bitcoin falsa, usada para enganar as pessoas em depósitos de pelo menos €250.

Os sites de notícias falsas criados pelos fraudadores eventualmente direcionaram as pessoas para seus sites de Bitcoin. Ocasionalmente, os criminosos também compartilhavam links para sites de notícias legítimos, como o Washington Post, para o mesmo fim.

Os pesquisadores descobriram o banco de dados em 21 de setembro e contataram o Facebook para notificar a empresa sobre a fraude em sua plataforma. Enquanto eles investigavam mais, o banco de dados foi atacado e todas as informações apagadas. O banco de dados ficou offline no mesmo dia e não estava mais acessível, disse a empresa de segurança cibernética.

“Acreditamos que os fraudadores fizeram isso após o ataque Meow, mas não podemos confirmar”, disse vpnMentor em um relatório.

A equipe descobriu centenas de domínios de sites em vários idiomas para atrair usuários de diferentes nacionalidades para o esquema

Os pesquisadores aconselharam os usuários do Facebook que pensam ter sido vítimas dessa fraude a alterar suas credenciais de login imediatamente.

Além disso, eles podem alterar a senha reutilizada do Facebook em qualquer outra conta para protegê-los de hackers. Eles também pediram aos usuários que nunca fornecessem nomes de usuário e senhas do Facebook, e-mail ou contas financeiras para sites externos.

Leia também: WhatsApp tem pagamentos liberados e BC conversa pagamentos com o Google

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias