Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Piramideiro vai para debaixo d'água por meia hora para escapar da polícia

Piramideiro vai para debaixo d'água por meia hora para escapar da polícia

piramide-golpe-líder-criptomoedas-criptoativos-fbi-scooter-aquática-debaixo-d'agua-fuga-25-minutos

Em uma perseguição digna de filmes de Hollywood, um líder de duas pirâmides financeiras ligadas à criptomoedas foi parar debaixo d’água por quase meia hora para escapar da polícia.

Suspeito de administrar os esquemas desde 2015, causando um prejuízo de US$ 35 milhões, Matthew Piercey, de 44 anos, é acusado de fraude e lavagem de dinheiro.

O piramideiro se esforçou para fugir do FBI na segunda-feira (16), usando uma scooter aquática, submerso no Lago Shasta, na Califórnia.

Perseguição digna de filmes

A história começou quando agentes federais tentaram prender Piercey em sua casa na Califórnia. 

O golpista arrancou sua van e dirigiu por bairros residenciais, tentando escapar das autoridades por mais de meia hora, até chegar ao lago.

Lá, Piercey mergulhou e ficou debaixo d’água por outros 30 minutos em uma scooter aquática, antes de ser capturado pelo FBI, que simplesmente seguiu as bolhas de ar na água.

scooter-aquática-fuga-fbi-piramide-bitcoin
Scooter aquática usada por Matthew Piercey para fugir do FBI. Imagem: Reprodução.

Os registros do tribunal não deixam claro se o homem estava equipado com um aparelho de respiração ou roupa de mergulho, mas afirmam que uma ambulância foi chamada e que ele estava bem.

Visava apenas investidores ricos

As empresas Family Wealth Legacy LLC e Zolla Financial LLC, fundadas em 2015 por Piercey, visavam investidores ricos, com aplicação mínima de US$ 50 mil, de acordo com o portal Sacramento Bee.

O esquema prometia investir o dinheiro na mineração de criptomoedas, seguro de vida e alguns outros ativos.

Contudo, o golpe começou a desmoronar quando vazou a informação de que Piercey havia contado a um de seus sócios que não existia nenhum fundo de investimento.

Piercey sequer entendia muito sobre criptomoedas, e a suspeita é de que o dinheiro captado foi gasto mantendo uma vida de luxo e, como resultado, a previsão é de que nem metade dos investidores poderá receber indenização.

Entre as denúncias consta que 8,8 milhões de dólares dos recursos arrecadados foram devolvidos aos investidores como lucro. De acordo com dados obtidos pelo FBI, muito pouco resta do dinheiro líquido restante de US $ 26 milhões. 

O esquema se desfez em junho de 2020. Piercey poderá ser condenado à prisão perpétua se for considerado culpado. 

Leia também: Gigante de segurança, Prosegur entra no mercado de Bitcoin e criptomoedas

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias