Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Grupo anônimo lança ataque 51% para destruir a rede do Bitcoin Cash ABC

Grupo anônimo lança ataque 51% para destruir a rede do Bitcoin Cash ABC

Grupo anônimo lança ataque 51% para destruir a rede do Bitcoin Cash ABC

Protestando contra o imposto de mineração de 8% sobre o Bitcoin Cash ABC, um grupo anônimo lançou hoje um ataque de 51% na rede.

Conforme reportou o Decrypt, o grupo que se autodenomina “mineiros e baleias da velha guarda”, atacou o Bitcoin Cash ABC (BCHA) em protesto à bifurcação do último dia 15. 

O grupo modificou a regra da base de moedas para que a mineração de BCHA enviasse 100% das recompensas em bloco para o endereço associado ao Plano de Financiamento da Infraestrutura (IFP), ao invés do polêmico imposto IFP de 8%, que levou ao hard-fork. Isso tornaria a mineração do BCHA inútil para os mineradores.

Um ataque de 51% é um ataque de criptografia em que agentes mal-intencionados assumem a maioria (portanto, 51%) da taxa de hash da rede e podem, por conta própria, impor políticas nela.

Chris Troutner, um desenvolvedor de Bitcoin Cash próximo ao BCHA, afirma que a recompensa de 100% do bloco é apenas “uma piada”, longe de uma ameaça existencial.

“Ninguém tem qualquer incentivo para ver esse código mesclado com o código de produção”, declara Chris.

Troutner diz que o “ataque” é apenas uma solicitação de pull de código (PR) para o software de nó completo, que o Bitcoin ABC controla exclusivamente e os mineiros usam para minerar. 

“Um minerador é livre para bifurcar e alterar o software, mas em nenhum momento eles podem fazer outros mineradores rodarem esse software”, afirma o desenvolvedor.

O ataque é duplo. Primeiro, o invasor mina blocos vazios para atrasar a confirmação das transações. Isso não requer muito poder de hash. Em segundo lugar, eles inundam a rede com transações. Isso não requer nenhum poder de hash, mas custa BCHA.

“Qualquer um dos eventos por si só não é um problema sério, o protocolo Bitcoin Cash irá naturalmente corrigi-lo”, declara Troutner.

No entanto, combinados, eles basicamente criam um ataque DoS, fazendo com que a rede funcione mal como uma rede de pagamentos.

O minerador desconhecido está fazendo isso com grande custo para si mesmo, portanto, a longo prazo eles não podem sustentar este ataque, explica o desenvolvedor.

Bifurcação na rede

No início de novembro, o blockchain Bitcoin Cash se dividiu em dois: Bitcoin Cash Node (BCHN) e Bitcoin Cash ABC (BCHA).

A divisão, ou hard-fork, seguiu a polêmica regra da base monetária: um imposto proposto de 8% sobre todos os lucros do minerador para uma equipe de desenvolvedores. Isso foi extremamente impopular entre os usuários do Bitcoin Cash.

Os ataques de 51% são raros e caros. Recentemente, a Ethereum Classic, sofreu três ataques de 51% que potencialmente custaram ao invasor US$3.800 em energia hash.

Leia também: Investidor revela como a queda do Bitcoin levou o amigo à morte: “Não entre em pânico”

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias