Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Número de baleias de XRP está afundando desde o processo da SEC

Número de baleias de XRP está afundando desde o processo da SEC

A quantidade de baleias com mais de 1 milhão de Ripple (XRP) está afundando desde o processo aberto pela SEC, nos Estados Unidos.

Carteiras com grandes quantidades de XRP estão despencando nas últimas duas semanas, além do preço da XRP que também está caindo. 

A Ripple está sendo processada pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), sob a alegação de que a empresa e seus fundadores levantaram US$ 1,3 bilhão em títulos não registrados desde 2013.

De acordo com os dados da Coin Metrics, o número de endereços com mais de 1 milhão de XRP caiu de 1.705 para 1.562 entre 21 dezembro de 2020 e 3 de janeiro de 2021. 

O número de baleiasdo token aumentou de forma consistente desde o início de 2019, mas caiu drasticamente no final de dezembro de 2020. 

Reprodução/Cointelegraph

Conforme reportou o Cointelegraph, as baleias e os investidores de XRP ficaram abalados com o processo da SEC.

O processo provocou uma queda de mais de 70% no preço da Ripple. Investidores, corretoras e administradores de fundos começaram a se distanciar do projeto. 

A Ripple era a terceira maior criptomoeda por capitalização de mercado antes do processo com a SEC, desde então está em quinto lugar.

Como consequência, algumas exchanges deixaram de negociar a moeda, incluindo as principais Binance e Coinbase, e outras como OKCoin, eToro, Bittrex e Blockchain.com.

Enquanto isso, algumas outras corretoras estão esperando o andamento do processo para tomar uma decisão. 

No momento da escrita desse artigo, a XRP estava valendo US$0,23, com uma queda de -1,97% nas últimas 24 horas.

Leia também: Bitcoin ultrapassa US$35 mil e pode chegar em US$50 mil em 2021, diz Scott Galloway

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias