Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Moeda do Facebook já tem nome e será lançada em 2020

Moeda do Facebook já tem nome e será lançada em 2020

global coin facebook

O Facebook planeja lançar sua criptomoeda no primeiro trimestre do próximo ano, informou a BBC News. A empresa deve revelar mais detalhes sobre a moeda antes do início dos testes, ainda em 2019.

A moeda, que se chamará “GlobalCoin”, estará disponível em cerca de 12 países inicialmente, ainda não se sabe quais serão eles. O objetivo do projeto é oferecer às pessoas pagamentos acessíveis e seguros, sem a necessidade de uma conta bancária.

Mas, antes disso o novo ativo digital precisará superar vários obstáculos técnicos e regulatórios para poder ser lançada. Também de acordo com a BBC News, no mês passado, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, se reuniu com o presidente do Banco da Inglaterra, Mark Carney, para discutir as oportunidades e os riscos da moeda digital planejada.

No entanto, o Facebook pode ter um trabalho mais difícil em países como a Índia, que adotou uma atitude hostil em relação às moedas virtuais. A Índia é considerada um foco importante para a nova moeda, onde o Facebook espera que permiti que trabalhadores indianos no exterior enviem dinheiro para suas famílias usando o WhatsApp.

 

Como a moeda do Facebook vai funcionar?

Como a moeda do Facebook vai funcionar?

O Facebook quer, através sua moeda digital, criar uma maneira acessível e segura de efetuar pagamentos, independentemente de os usuários possuírem uma conta bancária.

A empresa, que também é dona do WhatsApp e do Instagram, espera quebrar barreiras financeiras, competindo com os bancos e reduzindo os custos do consumidor.

Apelidado de Projeto Libra, os planos do Facebook para uma rede de moeda digital foram divulgados pela primeira vez em dezembro do ano passado.

O projeto permitirá que as pessoas mudem dólares e outras moedas internacionais para suas moedas digitais.

O Facebook também está em contato com vários comerciantes online visando disponibilizar sua moeda como forma de pagamento.

Maior estabilidade

Maior estabilidade

Os relatórios sugerem que a criptomoeda poderia ser projetada para ser uma “stablecoin”, com um valor indexado ao dólar americano, na tentativa de minimizar sua volatilidade.

No entanto, mesmo sem a volatilidade associada à maioria das criptomoedas, o Facebook ainda terá muito trabalho a fazer para que seus usuários confiem na GlobalCoin após sofrerem anos de escândalos de manipulação de dados.

Criptomoeda centralizada

Criptomoeda centralizada

Uma das principais críticas ao projeto do Facebook é que, ao contrário do bitcoin, a GlobalCoin estará sob o controle da empresa de Mark Zuckerberg.

No Bitcoin, não há nenhum detentor ou autoridade central que controle a moeda, mas esse provavelmente não será o caso da GlobalCoin, pois o Facebook terá acesso às identidades de todos aqueles que detêm sua criptomoeda.

Além disso, a empresa é conhecida por banir usuários quando bem entende, e pode acontecer que ela siga uma política semelhante com suas carteiras de criptomoedas.

Leia também: “Capitalização do Bitcoin deve ultrapassar US$ 1 trilhão, preço vai chegar a US$ 55 mil”, diz analista

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias

Mais Lidas