Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Dono de pirâmide que patrocinou o Vasco e está foragido é condenado a ressarcir cliente

Dono de pirâmide que patrocinou o Vasco e está foragido é condenado a ressarcir cliente

jj invest criptomoedas jaimovick vasco
Foto: Divulgação

Acusado de aplicar o golpe de pirâmide financeira, Jonas Jaimovick, dono da JJ Invest, que está atualmente foragido, foi condenado pela Justiça a ressarcir um cliente em R$ 418,7 mil.

Em meio à 85 ações contra o empresário no Rio de Janeiro e São Paulo, a sentença, proferida na sexta-feira (26), é a primeira condenação no caso de Jaimovick, segundo o jornal O Globo.

 

Quem proferiu a sentença foi o juiz Alexandre Batista Alves, da 14° Vara Cível da Justiça de São Paulo.

De acordo com o advogado de Murilo Bittencourt Souza, o cliente a ser ressarcido, o próximo passo é pedir a quebra do sigilo bancário de Jaimovick.

Apenas os bens do empresário, que pode pegar até 22 anos de prisão caso condenado, haviam recebido ordem de apreensão até o momento.

Ressarcimento

Ressarcimento

O cliente aplicou R$ 381,500 nos negócios da JJ Invest, que dizia fazer investimentos na bolsa de valores. No entanto, quando Murilo tentou resgatar seu dinheiro, o pedido não foi atendido.

Agora, o cliente deverá receber R$ 410,700 mil referentes ao valor investido e os lucros prometidos, além de R$ 8 mil de indenização por danos morais, segundo o site.

Na decisão, o juiz afirmou:

“Não fora observada a boa-fé, lealdade e informação pelos requeridos, visto que diante da solicitação de resgate de todas as aplicações realizadas pelo autor, estes se fizeram inertes, afirmando que os valores não poderiam ser resgatados naquele momento, deixando de solucionar a situação.”

Jaimovick tem 15 dias para recorrer da decisão e, segundo o advogado de Murilo, embora não haja expectativa de que o empresário cumpra a sentença, ela pode abrir portas para que se descubra o paradeiro do dinheiro desviado por ele. 

“Agora, vamos ter um pouco mais de informações sobre o paradeiro do dinheiro, saber se ele transferiu alguma quantia para familiares”, disse o advogado.

Segundo os advogados dos clientes da JJ Invest, negócio fundado em 2016 e acusado de pirâmide financeira, a Justiça não encontrou nenhum recurso nas contas correntes do empresário ou da empresa. 

Empresário desapareceu com R$ 170 milhões 

Empresário desapareceu com R$ 170 milhões 

Em fevereiro, depois que o fato da JJ Invest ser investigada pela Polícia Federal e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) foi exposto nas mídias sociais, Jaimovick desapareceu com pelo menos R$ 170 milhões de 3 mil clientes, incluindo celebridades.

A empresa, que chamava atenção ao prometer altos retornos em suas aplicações, até chegou a patrocinar o time carioca de futebol Vasco da Gama.

Leia também: Começa amanhã: Todas as operações realizadas com criptomoedas devem ser informadas à Receita Federal, saiba como

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas