Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Após “puxão de orelha”, Atlas Quantum se reúne com CVM, exibe auditoria e afirma que cliente pode dormir tranquilo

Após “puxão de orelha”, Atlas Quantum se reúne com CVM, exibe auditoria e afirma que cliente pode dormir tranquilo

Por J.S

atlas quantum
No último dia 13 de agosto, a CVM divulgou um comunicado em que diz que a Atlas Quantum não está mais autorizada a ofertar títulos ou contratos de investimento coletivo cuja remuneração estaria atrelada ao resultado dos esforços das empresas na negociação de criptmoedas por meio do algoritmo intitulado “Quantum”.

 

Com isso, o número de saques aumentou drasticamente, o que fez a empresa aumentar o prazo para retiradas, que, nesse momento, demora quatro dias. Além da mudança de prazo, diversos usuários estão com receio da Atlas não ter os Bitcoins para devolver aos seus clientes, mas o Rodrigo Marques, CEO da Atlas afirmou que esse não é o caso.

Para comprovar a custódia dos Bitcoins, a Atlas fez uma auditoria com a Grant Thornton, que confirmou que a empresa tem os cerca de 15,3 mil bitcoins (R$ 628,5 milhões) que diz possuir.

O site de notícias Valor Investe fez uma entrevista com Rodrigo Marques e perguntou que, se todos os 32 mil clientes resolvessem sacar todos os saldos, a empresa teria como pagar? Maques respondeu:

“Sim, a gente teve que esticar para D+4, mas já estamos normalizando; nossa operação é D+1, essa liquidez é nosso diferencial”.

O CEO ainda diz que entendeu a “bronca” da CVM não como uma “stop order” (ordem de interrupção da atuação), mas como uma restrição à veiculação das ofertas. Ou seja: poderia continuar registrando clientes, mas deveria interromper campanhas como as que veiculou nos últimos meses, nas quais uma garotinha dança e provoca: “Como assim você ainda não sabe o que é bitcoin? Não arrisque ficar pra trás”.

Rodrigo Marques ainda disse que a CVM concorda com o entendimento dele. O empresario relatou ter sido recebido por diretos da CVM na última quarta-feira, dia 20 de agosto, e afirmou que eles reagiram bem à contratação da auditoria

“Uma coisa que eles falaram é que não querem impedir o investidor de tomar riscos e acessar produtos diferentes, mas entender as condições da oferta e proteger os investidores.”

A Valor Investe não teve acesso ao relatório da Grant Thornton, que a Atlas promete divulgar nesta sexta, mas, segundo Marques, a auditoria concluiu pela regularidade dos saldos alegados pela empresa – 15,3 mil bitcoins e 45,5 milhões de “criptodólares”. Além disso, o CEO prometeu que a Atlas será auditada trimestralmente.
Quem tiver interesse em ver o resultado da auditoria, segundo a empresa, visitas poderão ser agendadas a partir das 12h desta sexta (23) pelo chat em atlasquantum.com ou pelos telefones (11) 3198-2205 (São Paulo) e (11) 4003-3765.

Leia também: Empresa de análise de criptomoedas cria ferramenta de alerta contra lavagem de dinheiro.

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas