Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Congresso brasileiro ouvirá opiniões do Google, Facebook e governo Bolsonaro sobre o Bitcoin

Congresso brasileiro ouvirá opiniões do Google, Facebook e governo Bolsonaro sobre o Bitcoin

câmara dos deputados bitcoin criptomoedas lei
Foto: Pedro França/Agência Senado

Representantes do Governo de Jair Bolsonaro e de gigantes globais da tecnologia e comunicação foram convidados a falar no Congresso Nacional sobre suas opiniões a respeito do bitcoin e criptomoedas.

No início do mês, o deputado federal Expedito Netto (PSD-RO) protocolou uma série de requerimentos de audiência pública para discutir a PL 2.303/15, que debate a regulamentação de criptomoedas no Brasil.

 

Na última quarta-feira (9), os pedidos de uma audiência com representantes do governo brasileiro e outra audiência com os gigantes Google, Facebook, Linkedin, Baidu, Apple, Samsung, Intel, Cisco, Tecent, Huawei e Amazon foram aprovados.

Posicionamento do Governo Bolsonaro 

Posicionamento do Governo Bolsonaro 

Segundo o deputado, é essencial que o Governo Federal apresente sua política geral sobre o assunto, para que “coordene as ações de todos os órgãos públicos com relação ao tratamento a ser dado às moedas virtuais e às novas tecnologias digitais”.

No requerimento, Expedito Netto sugeriu “o convite a representantes da Casa Civil da Presidência da República para que apresente à esta comissão as principais ações estruturantes do Governo Federal” em relação ao assunto, com objetivo de contribuir com a qualidade na discussão da PL 2.303/15.

O representante da Casa Civil deve comparecer a Câmara já na próxima quarta-feira, 16 de outubro, durante a reunião da Comissão Especial.

Em junho deste ano, o presidente do Brasil declarou em uma entrevista no programa do Ratinho que não sabia o que é bitcoin.

Gigantes da tecnologia em audiência sobre cripto no Brasil

Gigantes da tecnologia em audiência sobre cripto no Brasil

No caso das empresas globais de tecnologia e comunicação, o deputado pediu que estas compareçam à audiência pública, acrescentando:

“Solicita-se que compartilhem eventuais estudos sobre os impactos das moedas virtuais e das novas tecnologias sobre a Economia e como, a seu ver, a nova legislação poderia fomentar o desenvolvimento de novas tecnologias em nosso país.”

Segundo ele, a participação de representantes do Google, Facebook, Linkedin, Baidu, Apple, Samsung, Intel, Cisco, Tecent, Huawei e Amazon “é de extrema relevância” para assegurar que o país possa desenvolver novas tecnologias e se posicionar com protagonismo internacional.

O deputado também enfatiza a importância de assegurar que a legislação não fragilize o controle e o combate à atividades ilícitas.

As opiniões dessas empresas muitas vezes divergem.

Enquanto o Facebook planeja lançar sua criptomoeda, Libra, no ano que vem, a Apple já declarou não ver importância no lançamento de uma criptomoeda própria.

A Samsung, por sua vez, já tem criptomoedas integradas em seus dispositivos, enquanto a Huawei, maior empresa de telecomunicações da China, não tem planos para integrar criptomoedas.

Leia também: Deputado Áureo arrecada assinaturas para CPI das criptomoedas que busca investigar pirâmides financeiras

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas