Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

DD Corporation, ex-Dreams Digger, retira site do ar após dar calote em 300 mil investidores

DD Corporation, ex-Dreams Digger, retira site do ar após dar calote em 300 mil investidores

dd-corporation-dreams-digger-piramide-calote-investidores-site-plataforma

Investigada pelo Ministério Público da Bahia desde julho deste ano, a DD Corporation (antiga Dreams Digger), retirou seu site do ar na quarta-feira (18) após dar calote nos investidores.

Em um vídeo de quase 40 minutos publicado no canal da empresa no Youtube, o fundador Leonardo Araújo justificou que a decisão teria sido motivada por uma série de problemas enfrentados pela plataforma, conforme reportou o Portal do Bitcoin.

A empresa que se apresenta como uma plataforma de educação sobre o mercado de criptomoedas, usa um suposto robô de operações de arbitragem com bitcoin chamado Next, mas já não paga seus investidores pelo menos desde o final de novembro.

Araújo declarou em publicação da revista Exame na segunda-feira (16), que a DD Corporation “cumpriu sua missão” no Marketing Multinível e vai se dedicar somente ao aspecto de cursos online sobre investimentos em criptomoedas.

No vídeo, complementando a declaração, o CEO da empresa sediada em Salvador (BA), disse que o fim das atividades teria sido acarretado por ataques hacker e saques duplicados que aconteceram devido a falhas no sistema desenvolvido pela Graff, empresa de TI parceira da plataforma.

Segundo Araújo, uma nova plataforma para auditoria e posterior pagamento dos 300 mil associados só ficará pronta em 10 de fevereiro. A DD Corporation pede que os associados enviem documentos pessoais e comprovantes dos saldos para a realização da auditoria.

A notícia deixou os investidores revoltados. De acordo com a reportagem, há denúncias de que a empresa costuma intimidar os associados e deletar comentários negativos nas redes sociais.

Empresa na Europa

Empresa na Europa

A DD Corporation planeja recriar a empresa na Europa, em um país não declarado, segundo o Portal. Uma conversa entre dois líderes, descritos como Wilson e Nivaldo em um áudio acessado pela reportagem, descreve que a nova empresa, intitulada Evolve, será construída com capital europeu.

Segundo a matéria, a ideia é que o CEO Leonardo Araújo prove “em seis meses para o Ministério Público que a DD não é uma pirâmide. E provando isso, ele faz a DD comprar e Evolve”, diz o áudio, segundo o site.

Leia também: Exclusivo: Atlas Quantum está vendendo até as plantas para pagar dívidas

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias