Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Banco Central lança PIX, o sistema de pagamentos que colocará fim no TED e DOC

Banco Central lança PIX, o sistema de pagamentos que colocará fim no TED e DOC

O Banco Central do Brasil vai lançar nesta quarta-feira (19), o logotipo do sistema de pagamentos instantâneos brasileiro, o PIX.

O novo sistema está sendo apoiado por especialistas por representar o fim do TED e DOC. As transações entre as instituições financeiras agora serão feitas por meio de QR Codes e contatos no celular. 

A partir de novembro deste ano, o PIX estará funcionado no Sistema Financeiro Nacional. 

Nesta quarta-feira (19), acontece o lançamento do logotipo, que será anunciado pelo presidente do Banco Central, Campos Neto e pelo diretor de organização do Sistema Financeiro e Resolução do BC, João Manoel Pinho de Mello na sede do Banco Central em São Paulo.

Segundo Neto, “os pagamentos instantâneos vão trazer uma grande revolução no Brasil juntamente com as outras medidas que o BC vem tomando, como o open banking, por exemplo”. 

A proposta do open banking é basicamente um conjunto de regras para organizar o compartilhamento de dados e serviços do sistema financeiro, por meio de abertura e integração das informações, permitindo que mais instituições financeiras e empresas autorizadas a funcionar pelo BC possam oferecer produtos bancários. 

O PIX deverá ser simples, tanto quanto selecionar um contato na lista do telefone celular, sem a necessidade de colocar informações como agência, conta, e CPF. 

“Tudo o que deverá ser necessário é um smartphone, uma conta em um prestador de serviço de pagamento (PSP) da escolha do consumidor e o aplicativo desse PSP. O aprimoramento da experiência, o que inclui a facilidade e a simplicidade em iniciar pagamentos é um dos principais benefícios dos pagamentos instantâneos para os usuários pagadores”, declarou o Banco Central.

De acordo com o BC, o PIX poderá facilitar a aceitação das criptomoedas no sistema financeiro, tendo uma possibilidade única para se conectar a rede, o que permite que as empresas possam receber e enviar fiat. 

Leia também: HSBC demitirá 35.000 funcionários após queda nos lucros e vai investir bilhões em blockchain

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias