Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O que você precisa para minerar 1 Bitcoin (BTC) em casa em 2020

O que você precisa para minerar 1 Bitcoin (BTC) em casa em 2020

minerar-mineraçao-bitcoin-como-fazer-o-que-precisa

Você sabe o que é preciso para minerar 1 Bitcoin (BTC) inteiro do conforto da sua casa em 2020? A prática de mineração dessa que foi a primeira criptomoeda criada, abrindo caminho para tantas outras hoje existentes no mercado, já foi extremamente fácil e barata.

Em 2009, quando o Bitcoin foi criado, cada unidade valia menos de US$ 1, e a mineração podia acontecer por meio de qualquer computador comum, produzindo cerca de 50 moedas por bloco (o que hoje equivale a cerca de US$ 486 mil).

Foi nessa época valiosa que muitos usuários estavam acumulando o que viria a ser uma fortuna nos dias de hoje – enquanto outros, com menos sorte ou cuidado, se arrependem imensamente por terem perdido grandes quantidades de BTC adquiridas naquele período.

Como muitos já devem saber, desde 2012 o número de Bitcoins produzidos por bloco é reduzido pela metade a cada quatro anos devido ao halving, que tem o objetivo de controlar a inflação, já que existe um limite máximo de 21 milhões de Bitcoins que podem existir.

Atualmente, a recompensa é de 12,5 BTC por bloco, mas cairá para 6,25 BTC em maio desse ano, com o próximo Halving. Além disso, a dificuldade de mineração aumenta ou diminui a cada 2016 blocos, quando mais ou menos pessoas estão minerando.

Então, do que você precisa para minerar 1 BTC hoje?

Então, do que você precisa para minerar 1 BTC hoje?

Bom, agora que você já tem uma boa ideia da complexidade da rede, vamos ao que interessa. Hoje, a mineração do Bitcoin acontece por grandes pools de mineração, e o custo de eletricidade e de equipamentos de hardware é bem salgado, mas não é impossível minerar em casa.

Ainda assim, de acordo com um estudo de caso realizado recentemente pela ASIC, é possível minerar 1 BTC inteiro em casa em 2020 usando duas unidades do Antminer S17, na dificuldade atual, pré-halving.

O processo deve levar o ano todo, e cada unidade do hardware custa cerca de US$ 2.000 (R$ 8.758 na cotação atual), sem contar os custos de instalação e eletricidade que sozinhas custarão cerca de 1 BTC (R$ 42.689 nesta sexta-feira, 21).

Em outras palavras, minerar Bitcoin em casa em 2020 não é impossível, mas também não é nada lucrativo.

Hoje em dia, as fazendas de mineração que conseguem atingir custos de eletricidade de 5 centavos de dólar por quilowatt ainda obtêm lucro, mas isso também deve mudar após o próximo halving, que provavelmente levará muitos a desistirem da prática devido aos altos custos.

Leia também: Onde investir: 5 criptomoedas que podem valorizar muito em 2020

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias