Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Presidente da Midas Trend liderou outra famosa pirâmide

Presidente da Midas Trend liderou outra famosa pirâmide

deivanir-santos-midas-trend-live-pagamentos-clientes-brasil-empresa-piramide
Imagem: Reprodução/Youtube

O presidente da Midas Trend, Deivanir Santos, era líder de uma suposta pirâmide financeira conhecida como Bbom, conforme reportagem do Portal do Bitcoin.

Junto com o seu irmão Devanney Santos, ambos eram donos da empresa investigada pela Justiça. De acordo com um video de 2013, divulgado por Deivanir, o discurso da empresa Bbom e da Midas Trend são semelhantes. 

“Eu quero dizer uma coisa pra você que duvidou sequer um segundo da nossa empresa, você vai se assustar (com) o que ela vai fazer com a vida dos brasileiros, com a minha vida, com a vida da sua família”, declarou Deivanir.

Em dezembro de 2019, o dono da empresa divulgou um discurso similar ao da Bbom, pedindo confiança dos investidores, referindo-se a Midas Trend. 

“Companhia que mudou a sua vida, que vem mudando a sua história, que pegou você quando não tinha esperança, não tinha expectativa, você não sabia como ia quitar aquele carro, ia quitar aquele apartamento, como você ia colocar sua família numa casa melhor…”.

A empresa acusada de pirâmide financeira prometia rendimentos de até 1,5% ao dia, a Midas Trend atuava com mercado forex de criptomoedas. 

O robô de arbitragem fez a empresa evoluir, o ‘botmidas’ fazia rendimentos altos em poucos meses, investia R$ 8.000 e recebia R$ 80.000. Contudo, a Bbom dizia atuar com o marketing multinível. 

O produto oferecido pela Bbom, diferente da Midas, era um rastreador de veículo. Segundo a justiça, não passava de uma isca para recrutar novos associados. 

A Midas Trend saiu do Brasil, como prometeu Deivanir, em janeiro deste ano. O anúncio foi feito durante uma live no Instagram. Segundo ele, isso ocorreu por conta de um suposto golpe dos bancos com a empresa. 

Uma das últimas promessas feitas pelo presidente é que “todos iriam receber seus valores até 31 de dezembro de 2019”, os clientes estão com saques bloqueados há meses. 

Em um vídeo no YouTube do canal White TV, alguns investidores estão se organizando para uma manifestação pública contra a empresa. 

Leia também: Ruim para os negócios: Bitcoin distrai as pessoas, diz fundador da Wikipédia

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias