Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

3 principais pontos positivos sobre a queda no mercado de criptomoedas

3 principais pontos positivos sobre a queda no mercado de criptomoedas

A queda dessa semana no mercado de criptomoedas não foi totalmente negativa. Por mais que o preço do Bitcoin (BTC) tenha registrado sua maior queda diária da história, o ativo permaneceu resiliente durante sua primeira crise financeira. 

Existem três pontos positivos sobre a queda no mercado de criptomoeda, segundo o Bitcoinist.

1 – Mercado de cripto enfrenta a primeira grande crise global 

Por mais que as desvalorizações extremas no mercado de criptomoedas tenham ocorrido, o bitcoin e outros ativos digitais não atingiram zero.

Isso significa muito, já que o Bitcoin, primeira criptomoeda criada, nasceu da crise financeira de 2008.

Um investidor apontou no Twitter:

“Quando Bitcoin sobreviver isso, essas pessoas saberão que o BTC pode sobreviver a qualquer coisa.  Será apenas mais um capítulo do livro”.

Os investidores estavam temendo que o bitcoin chegasse em uma nova baixa nesta semana, mas o mercado está voltando aos poucos.

Em outras palavras, a tendência de alta ainda está intacta e os mercados de criptomoedas são mais resilientes do que muitos pensavam anteriormente. 

2 – Tudo está sendo negociado com grande desconto antes do halving

As criptomoedas, Ethereum, XRP, Bitcoin Cash, Litecoin e Bitcoin  não estão com os preços baixos desde abril do ano passado. 

Warren Buffet, conhecido pela frase “seja ganancioso quando os outros estiverem com medo”, disse no seu twitter:

“Quer saber como ficar rico? Compre barato quando todos estiverem assustados. Então espere e não faça nada. Sente-se. Fume alguns charutos. Leia alguns livros. E continue a não fazer nada. Vender quando todo mundo estiver eufórico. Então espere e não faça nada. Compre novamente quando todos estiverem assustados…”

Por mais que muitas altcoins tenham perdido substancialmente mais do que o Bitcoin, as criptomoedas não desapareceram completamente. 

Muitos investidores estão acumulando mais de suas moedas favoritas e provavelmente compraram moedas com preços extremamente baixos. 

3 – Mercado em alta forte geralmente seguem correções acentuadas 

Em 10 de dezembro de 2018, o Bitcoin atingiu um mínimo de US$3121. Em junho do mesmo ano, teve uma alta de quase US$14.000, o que mostra o surgimento da alta nos meses seguintes depois da queda da criptomoeda. 

Na baixa de sábado (14), a criptomoeda estava US$3596, ou seja, ainda com US$470 acima da baixa anterior. Com o halving do bitcoin chegando, podemos ver novas máximas anuais em breve. 

Leia também: Criptomoeda cai para US$ 0,0001 e trader compra 900.000 unidades

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias