Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Número de carteiras de Bitcoin com 1 BTC ou mais bate novo recorde histórico

Número de carteiras de Bitcoin com 1 BTC ou mais bate novo recorde histórico

bitcoin-carteiras-endereço-criptomoedas-preço-compra-venda-negociação-trade-recorde-dados-

O número de endereços de carteiras de Bitcoin contendo no mínimo 1 unidade inteira de BTC acaba de bater um novo recorde histórico.

As altas e baixas no mercado podem assustar muita gente, mas podem ser úteis para quem busca acumular criptomoedas, como a principal moeda digital do mercado.

Já são quase 800 mil carteiras contendo 1 BTC ou mais, de acordo com informações da plataforma de monitoramento de blockchain Glassnode.

bitcoin-preço-criptomoedas-comprar-vender-carteira-endereço-1btc-btc-moeda-digital
Gráfico: Número de carteiras de Bitcoin com pelo menos 1 BTC

Entenda

Para se ter uma ideia, no começo de 2017, antes da bolha do Bitcoin, havia pouco mais de 500 mil endereços com 1 BTC inteiro.

No final de 2017, quando o preço do Bitcoin atingiu sua alta histórica, próximo de US$20.000, havia cerca de 720 mil endereços de BTC com uma unidade inteira do criptoativo.

Depois do crash que veio em seguida, levando a moeda a ser negociada a menos de US$ 6.000, houve uma baixa para 690 mil endereços com 1 BTC no final de 2018.

Desde então, o número passou a crescer novamente, até atingir o novo recorde histórico agora no mês de março, com 797.000.

Isso indica que os usuários de Bitcoin vêm segurando (holding) a moeda ao longo do tempo, apostando numa valorização maior do criptoativo que caiu de US$10.000 esse ano, para menos de US$4.000 no início do mês, lutando para se recuperar e sendo cotado nesta segunda-feira (30) a US$6.398.

Contudo, vale ressaltar que um usuário pode criar milhares de endereços de Bitcoin, caso tenha interesse, principalmente para ajudar a manter seu anonimato.

Por isso, 800.000 carteiras de Bitcoin com 1 unidade de BTC inteira, não significam 800.000 usuários.

Outra questão a se considerar, é que os usuários estejam retirando seus Bitcoins das exchanges, temendo o impacto da pandemia do coronavírus na economia e no mercado de criptomoedas em especial.

Leia também: Stablecoins lastreadas em ouro experimentam alta em meio à crise econômica mundial

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias