Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Usina de mineração de bitcoin vende 30% do poder computacional para investidores institucionais

Usina de mineração de bitcoin vende 30% do poder computacional para investidores institucionais

bitcoin-mineração-energia-poder-computacional-hash-power-btc-usina-nova-york-greenidge

A usina elétrica Greenidge Generation vendeu 30% do seu poder computacional de mineração de bitcoin para compradores institucionais.

Foram 106.000 terahashes por segundo (TH / s) vendidos pela empresa localizada em Nova York, EUA, para fundos de hedge e escritórios familiares através de um contrato intermediado pela BitOoda Digital segundo anúncio nesta sexta-feira (10).

O “contrato de poder de hash”, como foi chamado, foi lançado pela primeira vez em janeiro deste ano, com o objetivo de oferecer a compra de grandes blocos de hash de Bitcoin aos investidores institucionais em mercados de balcão.

Com o nível atual de concorrência em mineração da rede bitcoin, o acordo daria aos compradores um rendimento diário de cerca de 1,8 BTC (R$63 mil) por dia, além de ter o hardware correspondente comprometido como garantia, aponta o Coindesk.

“Fornecendo o mesmo tipo de recursos de hedge testados pelo tempo, vistos nos mercados tradicionais de commodities, esse produto traz os benefícios da mineração de bitcoin limpa e com eficiência de energia da Greenidge para investidores institucionais nos Estados Unidos”, declarou Tim Rainey, diretor financeiro da usina elétrica.

Através de um oleoduto que leva gás natural diretamente para Greenidge, é gerada a energia consumida por suas instalações de mineração – até 100 megawatts de energia por hora – e reduz os custos da empresa.

De acordo com a usina, essa configuração oferece aos investidores a chance de aproveitar a rentabilidade dos mercados de energia, assim como das criptomoedas.

Para Tim Kelly, CEO da BitOoda, esse é “apenas o começo de um mercado robusto para hashpower e soluções relacionadas”, e um passo adiante na missão da empresa de “desenvolver um conjunto de produtos baseados em ativos digitais de próxima geração para investidores institucionais”.

Leia também: Duas novas tendências do bitcoin surgiram após 12 de março

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias