Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Usuários denunciam golpe de aplicativo para transferência de criptomoedas

Usuários denunciam golpe de aplicativo para transferência de criptomoedas

saque-virtual-scam-usuários-criptomoedas-golpe

Nas redes sociais, diversos usuários denunciam um suposto golpe aplicado pelo “Saque Virtual”, um aplicativo que prometia transferência de criptomoedas Electroneum (ETN) direto para a conta bancária do proprietário.

O aplicativo, que segundo as vítimas surgiu no início do mês de maio desse ano, teria atraído milhares usuários pela oferta de baixa taxa de transferência e 24 horas para o depósito.

Antes disponível na Google Play, o Saque Virtual agora sumiu da internet. Em contato com o Criptonizando, uma das vítimas denunciou o ocorrido:

“Faz mais de uma semana do prazo estipulado para um saque que fiz domingo 17/05. Fiz várias reclamações junto à loja de aplicativos na página do app, no site oficial do aplicativo e no Instagram do mesmo. Algum tempo depois de eu realizar essas queixas, todas as plataformas foram tiradas do ar”, declarou.

Este, no entanto, não é o único relato sobre o ocorrido.

Exit Scam?

No grupo Electroneum Brasil, no Facebook, há diversas publicações citando o aplicativo que ficou famoso entre os usuários. Contudo, o entusiasmo logo se transformou em decepção.

Os usuários agora apontam para um exit scam, ou “golpe de saída” em português – quando uma empresa some com o dinheiro de seus clientes após promover o negócio.

electroneum-saque-virtual3
Imagem: Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Na página de suporte do Google Play, uma cliente também denunciou o suposto esquema, afirmando que este foi divulgado em um canal do Youtube chamado Miguel Make Money:

“No dia 21 de maio não foi mais possível ter acesso com email e senha no aplicativo, logo todos os usuários ficaram desesperados e começaram a correr atrás, fomos no canal do divulgador do aplicativo e logo imediatamente ele retirou o vídeo do youtube e foram apagadas suas redes sociais”, diz a publicação sobre o canal com mais de 22 mil inscritos.

Segundo o relato, os clientes têm comprovantes de depósitos que teriam sido efetuados em nome de Lucas William Pereira, cujas redes sociais teriam sido excluídas após o início dos questionamentos acerca dos depósitos pendentes.

“Foram registrados alguns boletins de ocorrência”, diz o texto que conta com 35 reações de “Eu também!” de clientes que teriam passado pela mesma situação.

Nota de resposta

O Criptonizando entrou em contato com Felipe Miguel, dono do canal Miguel Make Money, que nos enviou a seguinte nota:

“Divulguei o app como vários canais divulgaram, não deletei o vídeo ele continua como privado depois da SAFADEZA que o dono do app fez com milhares de usuários. COMO EU TE FALEI: VÁRIOS CANAIS DIVULGARAM! Você verá na imagem que o vídeo está privado, não apaguei! E ainda estou no grupo das pessoas que foram ENGANADAS por ele, minhas redes sociais está ativa! Nunca tive contato com esse cara. PORTANTO, sugiro que não me associem a esse cara”, declarou.

felipe-make-money
Imagem: Vídeo listado como privado em imagem enviada pelo Youtuber.

O Youtuber disse que também registrou um boletim de ocorrência sobre o caso e deixou seu Facebook e Instagram à disposição. Na nota, ele se referia aos canais Freitas Tutoriais, Dicas Incríveis e Vamos Prosperar na Web. O último, publicou um parecer no dia 15 de maio:

“O app parecia ser confiável e inclusive inspirou a gravação de um vídeo para o canal feito com o intuito de ajudar. Se pudéssemos saber o futuro, esse vídeo nem existiria. Mas não é assim que as coisas funcionam, infelizmente”, diz um trecho.

Leia também: Em meio à crise, idosa de 89 anos quer investir em bitcoin para se proteger

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias