Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Crise do coronavírus destaca criação de CBDC, segundo relatório

Crise do coronavírus destaca criação de CBDC, segundo relatório

Crise do coronavírus destaca criação de CBDC, segundo relatório

O relatório do BIS, destaca que a crise causada pelo novo coronavírus exemplificou a necessidade dos bancos centrais desenvolverem moedas digitais (CBDC), conforme reportou o Cryptopotato.

O BIS descreveu a fase de digitalização de pagamentos em andamento e previu que quem lançar um CBDC primeiro prevalecerá. 

O relatório observou que o setor financeiro está atualmente em fase de transição significativa, na qual bancos centrais e empresas de fintech estão desenvolvendo e implementando novas opções de pagamento. 

O intuito é reduzir os custos de transações e prevenir de espalhar doenças, como o caso do coronavírus. 

“Uma opção na fronteira de oportunidades de políticas é a emissão de CBDCs, o que pode significar uma mudança radical. Os CBDCs poderiam oferecer um meio de pagamento digital novo, seguro, confiável e amplamente acessível”, de acordo com o relatório. 

Entretanto, o impacto pode ir muito além, pois eles podem promover a concorrência entre os intermediários do setor privado, estabelecer altos padrões de segurança e atuar como um catalisador para a inovação. 

O documento também reconheceu CBDC com criptomoedas e stablecoins. O relatório observou que as moedas virtuais apoiadas pelo Banco Central não vêm como “uma reação” às criptomoedas. 

Em vez disso, são um esforço tecnológico concentrado dos bancos centrais para perseguir vários objetivos de políticas públicas ao mesmo tempo. 

O BIS publicou um outro relatório quando o coronavírus virou uma pandemia, que dizia para acelerar os esforços para os CBDC. 

O artigo mais recente descreveu o quanto o mundo das finanças digitais mudou após o vírus e a crise mundial. 

Com os governos impulsionando a quarentena e o bloqueio de lojas físicas, o número de pagamentos on-line aumentou drasticamente. 

Além disso, a incerteza econômica provocada pela COVID-19 instou as pessoas a manter, em vez de gastar seu dinheiro, o que causou uma diminuição nas transações diárias em dinheiro. 

Relatórios frequentemente mostram que a China, a nação mais populosa está testando seu próprio CBDC em um aplicativo designado e em certas regiões. 

A China planeja usar sua próxima moeda digital apoiada pelo governo para o estímulo pós coronavírus.

Leia também: Brasil é o 4º país do mundo em utilizar pagamentos pelo celular

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias