Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Rússia: Novo sistema de análise de criptomoedas rastreia Monero e Dash

Rússia: Novo sistema de análise de criptomoedas rastreia Monero e Dash

Companhia propõe stablecoin em Real na blockchain rival da Libra

O novo sistema de blockchain para análise de criptomoedas que está sendo desenvolvido na Rússia, rastreia Monero, Dash e as moedas de privacidade. 

O Serviço Federal de Monitoramento Financeiro da Rússia, serviço que combate à lavagem de dinheiro, está desenvolvendo o sistema para rastrear transações de criptomoedas por meio de inteligência artificial.

A “blockchain transparente”, foi projetado para rastrear até mesmo as criptomoedas focada em privacidade, como Dash e Monero, conforme reportou o Cointelegraph

O sistema foi desenvolvido para rastrear a movimentação de ativos financeiros digitais e identificar fornecedores de serviços cripto para combater atividades ilícitas relacionadas aos ativos. 

É possível reduzir parcialmente o anonimato das transações envolvendo moedas importantes como Bitcoin, Ether e Omni. 

De acordo com o órgão regulador, o sistema foi desenvolvido em colaboração com um importante instituto de pesquisa russo, o Instituto de Física Lebedev da Academia Russa de Ciências. 

Até agora, o projeto foi supostamente financiado por recursos extra-orçamentários, mas exigiria financiamento adicional. 

Segundo os dados, a “blockchain transparente” russa exigirá cerca de 760 milhões de rublos (US$10,3 milhões) do orçamento federal de 2021 até 2023. 

O sistema tem como principais clientes o Banco Central da Rússia e grandes instituições financeiras.

A notícia sobre a blockchain chegou após a Rússia aprovar oficialmente seu principal projeto de lei relacionado à criptomoeda. 

Com previsão de adoção em janeiro de 2021, a lei proíbe o uso de criptomoedas como bitcoin, como método de pagamento.

As autoridades russas concordaram em fornecer um status legal para as criptomoedas, preparando-se para adotar a primeira parte importante da legislação do setor.

Em agosto, os legisladores da Rússia aprovaram novas emendas na lei, onde é proibido depósitos anônimos em grandes carteiras online como Yandex, WebMoney, PayPal e Kiwi.

Leia também: John McAfee é preso na Europa por usar calcinha como máscara contra COVID-19

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias