Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Bitcoin: Um guia sobre carteiras de papel

Bitcoin: Um guia sobre carteiras de papel

Um guia sobre carteiras de papel Bitcoin

Existem vários tipos de carteiras e formas diferentes de armazenar as criptomoedas, que são essencialmente as chaves privadas de acesso ao bitcoin (BTC) de alguém. 

As carteiras de papel, “paper wallets”, são folhas de papel nas quais são impressas todas as informações da carteira, ou seja, as chaves privadas e públicas. 

Cada carteira possui suas vantagens e desvantagens, e cabe ao usuário entender qual atende melhor suas necessidades.

As carteiras de papel podem ser adquiridas on-line, mas antes de começar é fundamental tomar algumas medidas como precaução na geração de uma carteira de papel, pois existe o risco de encontrar alguma ferramenta maliciosa. 

Cuidados para abrir uma carteira 

Antes de iniciar sua carteira de papel é indispensável alguns cuidados, principalmente para não cair em golpes e não ter suas criptomoedas roubadas. 

Ao buscar por “gerador de carteira de papel”, provavelmente encontrará alguns golpes. No Github existe uma lista com as moedas disponíveis para criar carteiras de papel confiáveis, você pode acessar a lista clicando aqui.

Não use um sistema on-line para gerar a carteira de papel, desconecte a internet ao criar sua carteira, busque verificar se os arquivos de origem das ferramentas relevantes estão disponíveis, baixe os arquivos em ordem. 

Outra dica importante é não imprimir as paper wallets em uma impressora usada por terceiros, e também não vá a uma gráfica para imprimir.

Não esqueça: guarde a carteira de papel em um lugar onde somente você tenha acesso.

Opere em um ambiente estéril, o que pode ser feito usando uma versão do Linux. Isso ajuda a garantir que não haja vírus e malware à espreita no sistema, pois o sistema é virtualizado apenas para essa finalidade.

Como abrir uma carteira de papel 

Por segurança, é sempre melhor baixar a versão Linux das carteiras, conforme explicado pelo Cryptonomist, é aconselhável verificar o hash do arquivo baixado e certificar-se de que é idêntico ao informado pelo desenvolvedor. 

Ao gerar uma nova carteira, os códigos QR relevantes da chave pública e privada são gerados. É possível salvar o arquivo de texto com as informações textuais relacionadas em um arquivo PDF. 

Os arquivos baixados e gerados são marcados como “PaperWallet-Bitcoin”, o aconselhável é renomear os arquivos e protegê-los com uma senha, embora o ideal é apagar do computador após imprimir as chaves. 

Plataforma para gerar a carteira de papel 

Com a ferramenta bitaddress.org, é possível criar a carteira de papel offline, de forma segura, contudo, existem também as carteiras físicas como a Ledger ou a Trezo.

Ao imprimir a carteira é importante guardar em um local segura, possivelmente até laminá-la para evitar que o papel desbote ou se deteriore com a umidade. 

O local onde a carteira será armazenada deve ser acessível apenas ao criado, pois outras pessoas podem tirar foto ou mover as criptomoedas para sua própria carteira.

Leia também: ‘Acho muito importante você já ter Bitcoin na sua carteira’, diz Favelado Investidor

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias