Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Maior banco de Cingapura lança sua própria exchange de criptomoeda

Maior banco de Cingapura lança sua própria exchange de criptomoeda

Maior banco de Cingapura lança sua própria exchange de criptomoeda

O maior banco por ativos de Cingapura, DBS Bank, lançou sua própria exchange de criptomoeda regulamentada. 

O DBS Digital Exchange, é regulamentada pela Autoridade Monetária de Cingapura, sendo apoiado pelo principal grupo de serviços financeiros da Ásia, o DBS Bank. 

O banco fornece serviços de negociação de moedas fiduciárias e quatro das principais criptomoedas em circulação, sendo elas: Bitcoin (BTC), Bitcoin Cash (BTH), Ethereum (ETH) e Ripple (XRP).

Segundo o Cryptoglobe, vale ressaltar que a plataforma não se destina a investidores de varejo. 

“DBS Digital Exchange aceita apenas instituições financeiras e market makers profissionais como membros. Os investidores individuais só podem acessar a exchange por meio de um membro”, de acordo com o anúncio do DBS. 

A exchange do banco não possui nenhuma criptomoeda, apenas o DBS Bank contém os ativos que é reconhecido mundialmente por seus serviços de custódia. 

“Ao contrário da maioria das exchanges digitais de hoje, o DBS Digital Exchange não possui nenhum ativo digital. Em vez disso, todos os ativos digitais são mantidos no DBS Bank, que é mundialmente reconhecido por seus serviços de custódia”, afirma o anúncio.

A declaração do DBS continua, “para manter os ativos digitais dos clientes seguros, o DBS Bank implantou o DBS Digital Custody, uma solução de custódia de nível institucional especialmente adaptada para a proteção de ativos digitais”.

A exchange também planeja oferecer suporte aos tokens de segurança, que são tokens de criptomoedas listados por ativos reais, como ações, propriedades físicas, instrumentos de renda fixa e até artes plásticas. 

O cofundador do DBS, CIO e CEO do fundo de hedge focado em cripto, Three Arrows Capital, com base em Cingapura, disse que isso “se tornará o caminho mais fácil para aqueles que bancam em Cingapura”. 

Changpeng Zhao (“CZ”), o cofundador da maior exchange de criptomoedas a Binance, comentou que esse movimento é “um passo na direção certa”. 

Em um artigo publicado em agosto, o economista-chefe do banco, Dr. Taimur Baig, escreveu que “este ano está se tornando um marco na história das finanças digitais” e que “a pandemia em curso adicionou combustível para avançar em direção a uma sociedade com menos dependência de dinheiro”. 

Leia também: Doria cria Polícia especial em SP para investigar criptomoedas e crimes na internet

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias