Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Dificuldade de mineração do Bitcoin tem a 2° maior queda na história, entenda

Dificuldade de mineração do Bitcoin tem a 2° maior queda na história, entenda

A dificuldade de mineração do Bitcoin (BTC) despencou na manhã desta terça-feira (03), na segunda maior queda de todos os tempos, e agora você vai entender os motivos.

Com uma redução de 16%, a dificuldade de mineração do BTC caiu hoje de 20 trilhões para 16,787 trilhões, indo para o nível mais baixo desde outubro de 2011, antes da criação das máquinas de mineração ASIC.

O ajuste tem relação com recentes eventos na China, e não influenciou no preço do criptoativo até o momento.

dificuldade-mineração-bitcoin-criptomoedas-rede-blockchain-hash-poder-computacional
Quedas no ajuste de dificuldade do Bitcoin. Fonte: Coindesk.

Dificuldade de mineração

A dificuldade de mineração é uma medida relativa sobre a quantidade de recursos necessários para competir pela mineração do Bitcoin, e sobe ou desce no final de cerca de duas semanas, quando 2.016 blocos são criados.

A oscilação depende se a potência total estimada de hash consumida pela rede também aumentou ou diminuiu.

Motivo da queda

A queda na dificuldade é resultado do comportamento dos mineradores, que diminuíram a corrida por poder computacional médio nas últimas duas semanas.

Com o fim da temporada de chuva na província de Sichuan, na China, muitas empresas de mineração estão desligando suas máquinas e mudando para fontes de energia mais baratas, como a região de Xinjiang.

De acordo com Jason Dane, analista de Bitcoin da Quantum Economics, as operações voltam algumas semanas depois.

“O restante da rede apenas pega a folga e a dificuldade se ajusta de acordo”, disse ao Decrypt.

Segundo o analista, não há nada com que se preocupar:

“Este é puramente um evento anual de rotina que por acaso está em um período de alta para o bitcoin, o que significa que os mineiros se sairão muito bem nos próximos 14 dias”, declarou.

No momento da publicação desta matéria, o preço do Bitcoin está cotado em US$ 13.773, ou R$ 79.580 no Brasil.

Leia também: Dona da Budweiser, Stella e Corona usará tecnologia do bitcoin para transparência

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias