Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Criador do Bitcoin é britânico? Pesquisa aponta que Satoshi Nakamoto viveu em Londres

Criador do Bitcoin é britânico? Pesquisa aponta que Satoshi Nakamoto viveu em Londres

bitcoin-londres-satoshi-nakamoto-criador-britanico-inglaterra-btc-pesquisa-estudo-dados-notícias-quem-criou-moeda-digital

O mistério acerca da identidade do criador anônimo do Bitcoin já perdura há mais de uma década, mas uma nova pesquisa aponta o paradeiro de Satoshi Nakamoto na época em que a principal criptomoeda do mercado foi criada.

Um novo estudo do Chain Bulletin  concluiu que Satoshi viveu e trabalhou no Bitcoin em Londres, na Inglaterra.

Pesquisadores analisaram as atividades do criador do BTC desde 31 de outubro de 2008, quando o criptoativo foi anunciado pela primeira vez, até 13 de dezembro de 2010, quando Satoshi enviou seu último e-mail.

Uma pesquisa profunda nas atividades de Satoshi

O estudo publicado na segunda-feira (23) analisou 539 publicações Bitcointalk, 169 commits no SourceForge, 34 e-mails e “outros dados disponíveis” de Satoshi.

Ressaltando que, embora ele (ou ela) não tenha deixado muito para trás quando decidiu sair da cena em abril de 2011, a pesquisa afirma que o que ficou, foi “suficiente para conduzir uma pesquisa sobre seu paradeiro enquanto trabalhava no Bitcoin”.

Usando data e hora UTC nos e-mails de Satoshi, os pesquisadores fizeram uma compilação de gráficos de dispersão em diferentes fusos horários suspeitos para ver quando ele estava ativo e quando não estava. 

Em seguida, outros dados coletados foram usados para confirmar o local mais provável que o criador do Bitcoin morou.

Satoshi é britânico?

Os locais e fusos horários mais prováveis ​​foram Reino Unido (GMT), Leste dos EUA (EST), Pacífico dos EUA (PST), Japão (JST) e Austrália (AEST). Os dois últimos foram facilmente descartados, mas os três primeiros locais exigiram um exame mais aprofundado.

Os pesquisadores dizem que, aos poucos, as pistas começaram a apontar para o fuso horário GMT, e Londres em particular, quando o bloco gênesis do Bitcoin e a mensagem embutida nele foram analisados:

The Times 03 / Jan / 2009 Chanceler à beira do segundo resgate para os bancos”, diz a mensagem.

Trata-se do título de uma notícia que apareceu na edição britânica do jornal The Times (Times de Londres) em 3 de janeiro de 2009 – uma edição que não circulou no The Times dos Estados Unidos.

the-times-satoshi-britanico-londres-inglaterra
A primeira página do jornal The Times de 3 de janeiro de 2009, com o título usado por Satoshi no bloco gênesis do Bitcoin.

A pesquisa aponta ainda que, embora o jornal The Times já tivesse um site na Internet naquela época, o título do artigo em questão era um pouco diferente da versão impressa:

“Chanceler Alistair Darling à beira de um segundo resgate para bancos”, dizia a versão on-line, incluindo o nome do Chanceler.

Uso da ortografia em inglês

Além de outras pistas contribuindo para a tese de que Satoshi é britânico, o estudo aponta pontos-chave na ortografia de Satoshi.

Sua grafia de terminações na escrita em inglês, com -ise em vez de -ize e -our em vez de -or, somado ao uso da palavra “bloody”, usada como gíria comum no Reino Unido reforçam a teoria de que o criador do Bitcoin é britânico.

Contudo, a pesquisa reforça que defende especificamente que Satoshi Nakamoto viveu em Londres enquanto trabalhava no Bitcoin, deixando espaço para especulações acerca de sua nacionalidade, já que os dados não são suficientes para tal afirmação.

Leia também: Bitcoin despenca mais de R$ 10.000 em poucas horas: Veja os motivos e o que vem a seguir

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias