Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Polícia Civil participa de curso para identificar e bloquear criptomoedas no exterior

Polícia Civil participa de curso para identificar e bloquear criptomoedas no exterior

Polícia Civil participa de curso para identificar e bloquear criptomoedas no exterior

A Polícia Civil está participando de curso para aprender a identificar e bloquear criptomoedas que estejam no exterior.

Conforme reportou o Livecoins, o Brasil conta com 141 agentes capacitados para acabar com os envios de dinheiro ilícito. 

A capacitação dos policiais é importante para conseguirem realizar suas investigações, em casos em que os criminosos acabam enviando dinheiro para corretoras no exterior.

Vale ressaltar que a Polícia Federal também atua com o bloqueio de criptomoedas no exterior. 

O Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública (DRCI/MJSP), promoveu o curso recentemente. 

O treinamento teve a cooperação da Diretoria de Operações da Secretaria de Operação Integradas (DIOP/SEOPI), com o tema de “cooperação penal internacional”. Os policiais treinados no curso atuam em delegacias no combate a corrupção e ao crime organizado

O curso faz parte do programa ‘Grotius Brasil’, conhecido também como “Programa Nacional de Difusão da Cooperação Jurídica Internacional”. 

Segundo a diretoria do DRCI, Silvia Amélia Fonseca de Oliveira, a capacitação dos policiais é um benefício para toda sociedade. 

O treinamento promoveu outros assuntos como sequestro de crianças, crimes cibernéticos, assalto a mão armada, prisão de foragidos internacionais, identificação e apreensão de criptomoedas no exterior

A iniciativa promove mais agilidade no atendimento de demanda internacionais, mais de mil servidores já receberam orientações desde 2011. 

A capacitação também ajuda no caso de pirâmides financeiras, como recentemente, as criptomoedas dos líderes da inDeal foram encontrados e bloqueados no exterior, com o auxílio dos EUA.

As autoridades do Brasil e dos EUA confiscaram uma quantia de US$24 milhões, cerca de R$133 milhões, em criptomoedas durante a ‘Operação Egypto’ com a InDeal.

Leia também: Banco do Brasil libera envio de dinheiro pelo Pix usando WhatsApp, saiba como

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias