Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Caixa Econômica Federal utilizará blockchain para consultar CPF

Caixa Econômica Federal utilizará blockchain para consultar CPF

Caixa Econômica Federal utilizará blockchain para consultar CPF

A Caixa Econômica Federal será o primeiro banco do Brasil a utilizar uma solução em blockchain para consultar CPF de clientes.

Conforme reportou o Cointelegraph, isso será possível, pois o banco contratou o Dataprev para realizar a integração da instituição junto ao bCPF.

O bCPF é a solução em blockchain que permite a consulta via DLT, da base de cadastros do CPF, segundo destaca o objeto de contratação da Caixa firmando com o Dataprev.

“Prestação de serviços de processamento de dados base CPF por blockchain, adequando a CAIXA as novas tecnologias de segurança e compliance do mercado”, afirma a Caixa.

De acordo com o auditor da Receita Federal, Ronald Cesar Thompson, o que motivou a Receita Federal a desenvolver aplicações em blockchain como o bCPF é “pensar fora da caixa”.  

“Temos que pensar fora da caixa. O pai do primeiro projeto em blockchain da Receita, o bCPF é o TCU que afirmou que as soluções da receita eram caras e não eram eficientes para o futuro do governo digital e isso inviabiliza a integração com outros órgãos da administração pública. Por isso resolvemos pensar fora da caixa e desenvolver algo novo”, declara Ronald. 

Sem o bCPF, segundo Ronald, o custo para acessar a base da Receita Federal, com relação ao cadastro de pessoas físicas, era de R$40 mil a R$200 mil.

Contudo, com a nova solução, o custo para acessar a base da Receita vai para R$900. A solução em blockchain vem sendo debatida na Receita Federal do Brasil desde 2018 e foi oficialmente lançada no ano passado. 

De acordo com a Receita Federal, o bCPF atende à Portaria RFB nº 1.788/2018, que trata do compartilhamento de dados no âmbito da administração pública federal envolvendo a tecnologia Blockchain.

A nova ferramenta muda a forma de compartilhamento dos dados de pessoas físicas para todos os entes de governo, que recebiam uma cópia física ou arquivos da base CPF, e agora receberão o dado de CPF via blockchain

A Receita informou que a “blockchain é uma tecnologia que trabalha com graus de confiança. Então, quanto maior for a rede de pessoas consumindo o serviço, maior será a confiança, porque todo mundo recebe a mesma base”.

A solução prevê ainda contratos inteligentes, com funcionalidades e controles adicionais que tornam o bCPF seguro e possível. 

Leia também: Índia quer taxar todas as transações de Bitcoin em 18%

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias