Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Novas regulamentações dos EUA irão prejudicar a adoção de criptomoedas, protesta Square

Novas regulamentações dos EUA irão prejudicar a adoção de criptomoedas, protesta Square

square-criptomoedas-eua-regulamentação-adoção-bitcoin-jack-dorsey-empresa-pagamentos

A Square, gigante de pagamentos do bilionário Jack Dorsey, CEO do Twitter, está reagindo contra a regulamentação proposta nos Estados Unidos sobre as criptomoedas.

Em uma extensa carta aberta publicada na segunda-feira (04), a Square critica as propostas da Rede de Execução de Crimes Financeiros (FinCEN), que pretendem aplicar uma supervisão mais rigorosa das transações de criptoativos.

O documento é endereçado à Divisão de Políticas da FinCEN.

Entre outros pontos, a proposta prevê que as empresas que operam com criptomoedas coletem nomes e endereços de pessoas que fizerem transações acima de US$ 3 mil (cerca de R$ 15,8 mil na cotação atual).

O projeto foi apresentado em 18 de dezembro, com o objetivo de auxiliar no rastreamento de operações ilícitas.

Em contrapartida, a carta assinada por Jack Dorsey argumenta que a medida viola a privacidade dos usuários:

“Se a proposta fosse implementada como está escrita, a Square seria obrigada a coletar dados não confiáveis de pessoas que não optaram por nosso serviço ou se inscreveram como nossos clientes”, diz o documento.

A Square, que investiu US$ 50 milhões em Bitcoin em outubro do ano passado, afirma que a lei teria efeito oposto na tentativa de rastreamento de transações ilícitas.

O empresário ressalta ainda que a regulamentação traria ainda mais obstáculos ao trabalho da FinCEN, que teria menos visibilidade do universo de transações feitas com criptoativos.

“Isso cria um atrito desnecessário e incentivos perversos para os clientes evitarem entidades reguladas, levando-os a usar carteiras ou serviços sem custódia fora dos Estados Unidos, para transferirem seus ativos com mais facilidade”, argumenta Dorsey.

A Square pede a FinCEN que considere “regulamentações baseadas em princípios”. O texto diz ainda que a proposta atual vai limitar as capacidades de aplicação da lei dos EUA, além de prejudicar a adoção de criptomoedas.

“Esta proposta inibirá a inclusão financeira, apresentará problemas práticos, é arbitrária e excessivamente onerosa e impulsionará a inovação e empregos fora dos EUA e de instituições regulamentadas”, afirma.

Por fim, a Square diz acreditar “que o trabalho que a indústria e a aplicação da lei fizeram e continuam a fazer juntas foi eficaz e deve ser apoiado e fortalecido”.

Leia também: Nunca mais veremos Bitcoin abaixo de US$ 20 mil, afirma Willy Woo

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias