Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Alta do Bitcoin chegando ao fim? Fernando Ulrich sugere que sim, com base neste sinal

Alta do Bitcoin chegando ao fim? Fernando Ulrich sugere que sim, com base neste sinal

fernando-ulrich-topo-bitcoin-preço-alta-máxima
Fernando Ulrich. Imagem: Reprodução.

Investidores e entusiastas do Bitcoin (BTC) estão em êxtase com o desempenho da criptomoeda nos últimos meses, mas segundo o economista Fernando Ulrich, o movimento de alta pode estar chegando ao fim.

Depois de bater a marca de R$ 221 mil no Brasil, e 40 mil em dólares, o BTC parece quase invencível para muitos, enquanto outros se esforçam para captar os sinais de uma possível correção no preço e liquidarem suas posições para evitar perdas.

De acordo com Ulrich, especialista em criptoeconomia, um evento recente no mercado pode ser um sinal de que a moeda já se aproxima de seu topo.

Novo recorde do Bitcoin causa instabilidade nas corretoras

Na última quinta-feira (07), a corretora brasileira Mercado Bitcoin, a maior do país, passou por instabilidade devido ao alto volume de transações.

A data marca também o dia em que o Bitcoin bateu um novo recorde, chegando a R$ 220 mil pela primeira vez na história.

No exterior, o impacto também foi sentido: a Binance, a maior do mundo em volume de negociação, e a Coinbase, maior dos Estados Unidos no setor também sofreram instabilidades. A situação foi confirmada pelas empresas no Twitter.

Preço vai cair?

No mesmo dia, Ulrich publicou o alerta em seu perfil no Twitter:

“Mercado Bitcoin com instabilidade, estão sobrecarregados com a demanda”, apontou o economista, acrescentando:

“Luz amarela virando vermelha? Cuidado, pessoal, esses são sinais que nos aproximam do topo.”

Alguns usuários na rede social discordaram do argumento, e Ulrich continuou, dizendo que as coisas são diferentes desta vez, e não são apenas os investidores do varejo que estão comprando bitcoin:

“Tem seguradoras e gestores comprando para fundos de pensão”, ressalta. “Algo me diz que tem muita gente ainda querendo entrar para acumular”.

Bitcoin pode ir longe, mas é preciso estar atento

Ulrich diz acreditar que, “se houver uma queda forte, […] o bear market [mercado de baixa] subsequente será + curto que o anterior [de 2018]”.

Segundo o economista, o potencial do Bitcoin “é enorme”, e seu preço “pode ir muito longe ainda, mas acreditar que não haverá exageros e bolhas no meio do caminho é um delírio”.

Leia também: Whatsapp vai suspender conta de quem não aceitar sincronizar dados com Facebook

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias