Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Portal do Bitcoin sofre tentativa de censura do Bitcoin Banco, entenda

Portal do Bitcoin sofre tentativa de censura do Bitcoin Banco, entenda

bitcoin banco portal do bitcoin

Após um artigo na última quinta-feira (6), comparando a estratégia do grupo Bitcoin Banco com o serviço da Minerworld para ressarcir seus clientes, o Portal do Bitcoin recebeu um pedido judicial de retirada da notícia. Contudo, quem perdeu foi o Grupo. 

Para o Bitcoin Banco, que controla a NegocieCoins, Tem BTC e Bat Exchange, a matéria do site prejudicou “a imagem da empresa perante seus clientes, assemelhando a atividade exercida pela Autora, como a exercida pela Minerworld, empresa que está sendo investigada pelo cometimento de crime contra a economia popular”. 

Sendo assim, o grupo pedia para que o Portal retirasse a notícia e pedisse desculpas pela publicação.

No entanto, de acordo com a decisão do juiz Alexandre Bucci, retirar a publicação do ar pode ser configurado como um pedido de censura prévia contra o site. 

 

Portanto, o pedido foi negado e a justiça o classificou a medida como “descabida”.

Segundo o juiz, no momento não é possível valorar se há ou não abuso na matéria, sendo assim, “não se pode compactuar com providências de retirada de reportagens”. 

Consequentemente, a matéria em questão ficará no ar até que o processo seja julgado.  

Essa não é a primeira tentativa de censura do Bitcoin Banco

Essa não é a primeira tentativa de censura do Bitcoin Banco

De acordo com o Portal do Bitcoin, essa não é a primeira vez que o Grupo Bitcoin Banco tenta retirar notícias do site. 

Em abril de 2018, a empresa enviou ao portal uma notificação extrajudicial com pedido de retirada de um artigo que apontou indícios de que o volume de transações da NegocieCoins era falso. 

A publicação não foi retirada do ar, mas o site ofereceu um artigo como direito de resposta, e o grupo aceitou, explicou o portal. Um ano depois, em maio de 2019, o CoinMarketCap excluiu o volume de transações da corretora. 

O mesmo aconteceu depois de outra publicação em fevereiro deste ano, onde o portal noticiava que a LeaxCoin, criptomoeda vendida pelo Bitcoin Banco, havia caído de aproximadamente R$ 3 para apenas R$ 0,03 em um dia. 

O site conta que se recusou a retirar a publicação do ar. 

Caso Bitcoin Banco

Caso Bitcoin Banco

As exchanges do Grupo estão desde o dia 17 de maio com os saques praticamente travados. Saques de até R$ 10 mil foram liberados por pessoa, mas saques de Bitcoin não. 

Em 28 de maio, a Bat Exchange anunciou que entraria em manutenção por tempo indeterminado sem explicar os motivos. 

Na última quarta-feira (5), a justiça bloqueou mais R$ 5.942.117,83 das contas das empresas do Grupo devido aos obstáculos que os clientes vinham enfrentando. 

Leia também: Bitcoin Banco tem mais R$ 6 milhões bloqueados pela justiça

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias

Mais Lidas