Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Exclusivo: Atlas Quantum está vendendo até as plantas para pagar dívidas

Exclusivo: Atlas Quantum está vendendo até as plantas para pagar dívidas

atlas-quantum-rodrigo-marques-plantas-cadeiras-dívidas

A Atlas Quantum, empresa que dizia realizar operações de arbitragem com bitcoin, está vendendo até as plantas do escritório para pagar as dívidas em meio a crise que começou em agosto deste ano.

Segundo informações obtidas pelo Criptonizando, a empresa fundada por Rodrigo Marques, que está com saques atrasados desde que foi proibida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de ofertar investimentos, estaria liquidando todos os bens da sede que ocupava na Alameda Santos, no centro de São Paulo.

Cafeteira, puffs, triturador de papel e até as plantas estão sendo usadas para pagar as dívidas da Atlas.

A empresa está numa onda de demissões intensa, e no dia 28 de dezembro demitiu cerca de 100 funcionários um dia antes do pagamento que já estava atrasado. “Ele simplesmente virou as costas e saiu andando para a sala dele”, relatou uma das funcionárias sobre o CEO Rodrigo Marques.

O Criptonizando já havia reportado no último domingo (15), que a Atlas estava vendendo as cadeiras do escritório para pagar o 13° salário dos funcionários que restaram.

De acordo com informações que estão circulando nas redes sociais nesta quinta-feira (19), a empresa agora teria esvaziado completamente a sede.

Durante uma reunião com investidores na semana passada, a empresa informou que pretende lançar uma nova plataforma, intitulada “projeto Fênix”.

Contudo, muitas pessoas criticaram a iniciativa, dizendo que se trata de um “modelo piramidal” de negócios, baseando-se na entrada de novos investidores para viabilizar a consolidação do negócio.

Leia também: Áudio: CEO da Atlas Quantum demite maioria dos funcionários um dia antes do pagamento e gera revolta

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias