Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Policial Federal é preso após receber Bitcoin para alterar informações no sistema da instituição

Policial Federal é preso após receber Bitcoin para alterar informações no sistema da instituição

polícia federal indeal pirâmide bitcoin

A Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Ousadia na terça-feira (18), no Espírito Santo, que investiga dois policiais federais (sendo apenas um deles ativo) suspeitos de receberem Bitcoin para alterar o sistema de informação do órgão. As informações são do portal Folha Vitória.

Na operação, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas cidades de Santana de Parnaíba/SP, São Paulo/SP, Brasília/DF e Florianópolis/SC, além das prisões dos suspeitos.

De acordo com a PF, o grupo alterava informações de dentro do sistema mediante o pagamento de valores em criptomoeda.

As investigações começaram quando outro investigado, que estava proibido de deixar o Brasil, com seu nome no Sistema Nacional de Procurados e Impedidos da PF, saiu do país através de um aeroporto internacional.

Ao apurar o caso, as autoridades descobriram que, por meio de um advogado, um ex-policial cobrou R$ 150 mil para tirar desse sistema o nome do investigado.

O valor deveria ser pago em criptomoeda, e o esquema teria a ajuda de um polícia que na época ainda estava em atividade (hoje aposentado).

A Justiça então determinou o bloqueio de R$ 1.485.576,43 dos envolvidos e foram apreendidos 5,15 BTC.

Os envolvidos na operação fraudulenta estão sendo investigados pelos crimes de corrupção passiva, corrupção ativa e inserção de dados falsos no sistema.

Leia também: Tudo sobre o PIX, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central que é uma resposta ao Bitcoin

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias