Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Binance, maior exchange de criptomoedas do mundo, vai comprar o CoinMarketCap por R$ 2 bilhões

Binance, maior exchange de criptomoedas do mundo, vai comprar o CoinMarketCap por R$ 2 bilhões

binance-coinmarketcap-criptomoedas-bitcoin-notícias-comprar-vender-trade-dados-cz-ceo

A Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo, vai comprar o CoinMarketCap, a mais famosa plataforma de dados do setor, segundo informações do The Block nesta terça-feira (31).

A publicação informa que a exchange comandada por Changpeng ‘CZ’ Zhao “está nos estágios finais das negociações” com o serviço de informações sobre todas as moedas digitais que são negociadas em pelo menos uma bolsa pública, com volume de negociação diferente de zero.

Segundo o The Block, pessoas familiarizadas com o acordo disseram que a novidade será anunciada ainda nesta semana, configurando uma das maiores aquisições da esfera de criptomoedas.

A Binance adquiriu pelo menos nove empresas em 2019, incluindo a carteira ethereum Trust Wallet e a exchange indiana WazirX, e a compra do CoinMarketCap pode ser uma das aquisições anunciadas por CZ no início do ano.

Na ocasião, o CEO da exchange disse que está “muito animado” sobre duas delas em especial, e que são importantes e terão um “impacto significativo”, aponta a matéria.

Fundado em 2013, nos EUA, o CoinMarketCap não recebeu nenhum financiamento externo desde seu lançamento, somente doações em criptomoedas.

A plataforma atraiu 207,2 milhões de visitantes só nos últimos seis meses, de acordo com o SimilarWeb, mantendo um tráfego 80% maior que o da Binance, que atraiu 113,8 milhões no mesmo período.

De acordo com as fontes do site, a capacidade da plataforma de dados de direcionar uma quantidade alta de pessoas é uma das principais razões para o interesse e compra da Binance.

tráfego-binance-coinmarketcap-similarweb-compra-aquisição-exchange-dados-criptomoedas-bitcoin-noticias

Com diversas novidades em 2020, recentemente, a Binance lançou uma plataforma peer-to-peer (P2P) na América Latina, que aceita Real Brasileiro (BRL), Peso Argentino (ARS), Pesos Mexicanos (MXN), Peso Colombiano (COP) e Sol Peruano (PEN), além de um cartão de débito de criptomoedas para uso cotidiano dos usuários da exchange.

A empresa também está com vagas de emprego abertas, junto ao Mercado Bitcoin e a B3, bolsa de valores oficial do Brasil.

Leia também: Como a injeção de trilhões na economia pode favorecer o bitcoin

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias