Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Vocalista do Bonde do Forró divulga robô trader suspeito que promete lucro de até 10% ao dia

Vocalista do Bonde do Forró divulga robô trader suspeito que promete lucro de até 10% ao dia

Juliama-bonde-caetano-forró-musa-instagram-robô-trade-trader-lucro-r8-investimentos-bitcoin-criptomoedas
Imagem: Reprodução.

Juliana Caetano, vocalista da banda Bonde do Forró e considerada musa do Instagram, recentemente divulgou para seus 4 milhões de seguidores um robô trader que promete lucro de até 10% ao dia.

O robô é um produto da R8 Trade, que diz ter sede em Portugal e realizar operações com bitcoin e outras criptomoedas.

Em um vídeo no stories do Instagram que foi posteriormente compartilhado no perfil oficial da empresa na rede social, a cantora, conhecida como Juliana Bonde, aparece com um leque de notas de R$100, afirmando que está ganhando dinheiro com criptomoedas por meio do bot.

Com promessas de retorno de 4 a 10% ao dia, valor que é muito acima do oferecido pelo mercado, a oferta chamou a atenção e levantou suspeitas no setor.

“Bitcoin é a moeda do futuro, com certeza, e quem me ajuda é a R8 Trade, um robô que faz tudo por você”, disse Juliana. “Você pode começar com R$ 50 e ficar rico também.

Rodrigo Figueiredo, criador da R8, diz que a empresa já conta com cerca de 2 mil afiliados.

Embora prometa bonificações por pessoas que aderem aos planos de investimentos, a R8 nega ser uma empresa de marketing multinível.

Em contato com o Portal do Bitcoin, a irmã de Juliana teria dito que a cantora recebeu pelo anúncio, afirmando ainda que “ela não teve um retorno, porém, a empresa nos passou muita confiança nesse trabalho”.

Embora o bitcoin e outras criptomoedas não sejam pirâmides financeiras, os criptoativos são frequentemente usados como atrativo por golpistas dentro e fora do Brasil para atraírem vítimas para esquemas suspeitos, que muitas vezes se revelam fraudulentos.

Negócios suspeitos divulgados por famosos

No final do mês passado, o cantor e youtuber Leo Stronda virou assunto nas redes após divulgar um robô day trader com promessas de lucro de 2% a 3% ao dia.

O produto é oferecido pela Harrison Investimentos, uma empresa proibida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de ofertar investimentos no país.

Em abril deste ano, a ArbCrypto e seu embaixador, o ex-jogador de futebol Marcos Evangelista de Moraes, conhecido como Cafu, tiveram R$9 milhões bloqueados em decisão do Tribunal de Justiça de Goiás. A empresa prometia até 2,5% de lucro ao dia por meio de investimentos em criptomoedas, mas deixou de pagar os clientes desde 2019, segundo processo.

Ainda no mês passado, Cristiano Dalla, membro da empresa Oasis Mercosul e conhecido por ter participado das empresas GooDream e NiCash, famosas por terem interrompido os pagamentos dos clientes, causando prejuízo para os investidores, anunciou que participaria da uma live na casa do apresentador Carlos Massa, popularmente conhecido como Ratinho.

O apresentador também já teve sua imagem associada a BWA e Grupo Bitcoin Banco, envolvido em uma série de controvérsias no setor e acusado de pirâmide financeira pelos clientes.

O caso mais famoso, no entanto, é do ex-jogador e astro do futebol Ronaldinho Gaúcho, que é acusado de envolvimento com duas empresas suspeitas de pirâmide financeira.

A primeira, 18K Ronaldinho, que prometia rendimentos com supostas operações com bitcoin, e a LBLV, que oferecia investimentos em ações do mercado forex, bitcoin e criptomoedas.

Há, inclusive, uma ação coletiva de R$300 milhões aberta por clientes da 18K contra o jogador por danos morais e materiais.

Leia também: Bancos aumentam taxas de juros em até 44% durante a pandemia no Brasil

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias