Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Atlas Quantum transferiu mais de 49 BTC para carteira focada em anonimato

Atlas Quantum transferiu mais de 49 BTC para carteira focada em anonimato

Atlas Quantum transferiu mais de 49 bitcoin para carteira focada em anonimato neste ano

A Atlas Quantum está transferindo bitcoin (BTC) para Wasabi Wallet, uma carteira focada em anonimato. 

A Atlas já transferiu mais de 49 BTC para a carteira neste ano, segundo a Whitestream, empresa especialista em pesquisa sobre bitcoin e criptomoedas. 

A Wasabi Wallet é uma das carteiras de bitcoin mais avançadas em recursos de privacidade.

“Nossa investigação revela que o esquema Ponzi estimado de $200M #AtlasQuantum (Brasil) enviou sistematicamente fundos roubados para @wasabiwallet

 TX’s –  63aa9f5de03b619f5e7d7c333b9039def72db5930c9072d318bb5c809f3a51b6 

 6922fa08bed521af24c0845e8479df7f6dd0f1fb6f7a7774344e02e1978d6280”

Os recursos da Wasabi wallet de ocultamento de transações são tão avançados que entraram na mira dos reguladores Europeus, que declararam a carteira como uma “ameaça” às investigações envolvendo golpes com criptomoedas. 

Segundo a Whitestream, os bitcoins da Atlas foram movidos em duas transações, conforme reportagem do Cointelegraph.  

A primeira transação foi de 4.39065709 BTC, já a segunda foi de 0.17315860 BTC, podendo ser conferida no site da Blockchain. Entretanto, a Wassab Wallet afirmou que foram realizadas mais 4 transações. 

Nos seguintes valores de 9.49609647,14.99735197, 4.99841597 e 14.99557839 Bitcoins.

A análise afirma que os fundos da Atlas estão sendo movidos desde 2017 para a carteira focada em anonimato. 

Em 2019, quando a empresa deixou de pagar seus clientes, ouve um movimento massivo para a Wasabi, segundo a análise da Whitestream. 

O servico aponta que a atividade da Atlas Quantum na blockchain começou em maio de 2017 e contém pelo menos 150.000 endereços de bitcoin com fluxo geral de cerca de 30.000 BTC, cerca de US$220.000.000. 

Em 2019, a empresa teve movimento massivo de BTC saindo das carteiras da Atlas em direção à plataforma Wasabi Wallet, “provavelmente para obscurecer os rastros de fundos e interromper quaisquer esforços futuros de confisco”, segundo a análise.

A Atlas anunciou o fim oficialmente em junho deste ano, mesmo sem pagar clientes e sem dar satisfação sobre os bitcoins de seus investidores. Posteriormente, a empresa afirmou que sofreu um hack e lançou um site reformulado.

O CEO da Atlas teve R$800 mil bloqueados em sua conta corrente pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo em maio de 2020.

Desde agosto de 2019, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deu uma stop order à Atlas, que prosseguiu atuando irregularmente no mercado. 

Nesta época, deu início à crise de saques na empresa, impossibilitando os clientes de retirarem seus valores investidos na plataforma. 

Leia também: “Bitcoin é o melhor comércio do mundo”, diz CEO da Global Macro

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias