Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Gráfico do Bitcoin sugere queda de 50% como em março de 2020

Gráfico do Bitcoin sugere queda de 50% como em março de 2020

Gráfico do Bitcoin sugere queda de 50% como em março de 2020

O gráfico de comparação de preço do Bitcoin (BTC) sugere uma queda de 50%, assim como aconteceu em março de 2020, mesmo com o preço mostrando sinais de estabilidade. 

Segundo o CryptoPotato, existem vários motivos possíveis que podem atribuir à queda de pelo menos 20% do Bitcoin. 

A liquidação dos mineradores é uma das possibilidades mais fortes, conforme a análise do CryptoQuant.

Após a queda de preço, o CryptoQuant compartilhou as estatísticas que apontavam para grandes mineradores descarregando seus estoques de BTC em troca de dinheiro nas exchanges. 

A queda de Wall Street também pode ter desencadeado a liquidação do mercado de Bitcoin. Os principais índices de ações dos EUA despencaram significativamente. Com o BTC levemente relacionado às ações, o efeito de queda também atingiu o mercado de criptomoeda. 

O gráfico que compara o movimento do preço do BTC durante a queda de março de 2020 e a última queda em setembro revelam sinais preocupantes.

Reprodução CryptoPotato

Em março deste ano, o mercado de criptomoedas entrou em colapso, pois o BTC foi reduzido para US$3.600. A criptomoeda se recuperou rapidamente comparando com os mercados de ações globais. 

Embora o preço do BTC pareça instável no momento, alguns analistas acreditam que o pior já passou. 

O analista Josh Rager, disse que o último acidente em março foi o maior, com a crise econômica global causada pela pandemia do novo coronavírus, era algo de se esperar. 

No entanto, Josh comentou que a possibilidade da criptomoeda cair para US$8.500, cerca de 30%, não é bem assim que funciona, já que a presença está em torno de US$10.000, o BTC tem menos chances de fechar abaixo dos US$10.000.

Mesmo em setembro com o maior retrocesso para o gráfico semanal desde março, o bitcoin agora está em torno de US$9.970,55, com uma queda de 1,11%.

Para Josh, o preço da criptomoeda não vai cair 50%, como aconteceu em meio a pandemia e a uma crise econômica mundial.

Leia também: Stablecoins lastreadas em Real crescem em adoção

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias