Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Bitcoin substituirá o ouro como ativo de refúgio, diz Nigel Green

Bitcoin substituirá o ouro como ativo de refúgio, diz Nigel Green

Bitcoin pode ter sinal de alta com crescente demanda por ouro

Nigel Green, fundador e CEO da empresa de consultoria Devere Group, avaliada em US$10 bilhões, afirma que o bitcoin (BTC) substituirá o ouro como o ativo porto seguro. 

Green compartilhou que dentro da próxima geração o BTC e outras criptomoedas potencialmente podem substituir o ouro como ativo de refúgio seguro, conforme reportou o Cryptoglobe.

“O bitcoin se tornou gradualmente mais aceito”, e quando voltamos ao básico, “sempre houve um sistema de pagamentos no mundo, uma forma de as pessoas marcarem pontos”, diz Nigel.

Para o CEO, os governos estão marcando pontos e nem todos se sentem confortáveis com esse acordo. 

Uma maneira de ver as criptomoedas, é que “um computador está registrando a pontuação  de cada um”.

“Então é isso que temos visto ao longo de vários anos e apenas gradualmente mais e mais aceitação das pessoas”, afirma Nigel.

Para Green, o bitcoin é semelhante ao ouro “tanto quanto o ouro é limitado, e obviamente os jovens estão mais dispostos a aceitar uma moeda digital do que talvez algumas pessoas mais velhas”.

Possuir dólar americano ou bolívares venezuelanos é o equivalente a possuir promessas de governos, o CEO acredita que “o que aconteceu nos últimos tempos foi a impressão em massa de dinheiro”. 

“Vários governos em todo o mundo responderam à crise econômica induzida pelo coronavírus por meio de estímulos que incluíram flexibilização quantitativa. O balanço do Federal Reserve, por exemplo, está agora acima de US$ 7 trilhões”.

Inundar o mercado com impressão de dinheiro, significa que o governo está “desvalorizando o dinheiro”. A vantagem do BTC é que a quantidade é limitada e ninguém pode criar mais.

Green disse que acredita que o coronavírus alimentou sua previsão e tecnologia em geral. O bitcoin se tornou mais aceito para o mundo digital. 

“A próxima pergunta é: ‘O bitcoin é aceito como parte desse mundo digital?’ Tornou-se cada vez mais evidente que sim, à medida que os mais jovens estão mais familiarizados com [bitcoin] e confiam naquele mundo do que talvez em outras pessoas”.

Há uma forte prevalência de jovens voltando-se para inovações como o bitcoin, enquanto a geração anterior era mais voltada para o ouro, diz Green.

Leia também: KuCoin descobre responsáveis pelo hack à exchange; US$ 204 milhões recuperados

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias