Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Chega ao Brasil grande investigação internacional sobre pirâmides de Bitcoin, entenda

Chega ao Brasil grande investigação internacional sobre pirâmides de Bitcoin, entenda

Chega ao Brasil grande investigação internacional sobre pirâmides de Bitcoin, entenda

Uma grande investigação internacional envolvendo pirâmides financeiras de bitcoin (BTC) começou a notificar exchanges do Brasil

Diversas pessoas estão sendo investigadas e acusadas de aplicar golpes de pirâmides financeiras na Europa.

Segundo o Cointelegraph, as empresas brasileiras de bitcoin e outras criptomoedas receberam intimações para prestar esclarecimentos sobre supostos fundos ligados aos investigados. 

De acordo com as investigações, estas pessoas estariam usando empresas de criptomoedas que operam no Brasil para “esconder” os recursos e converter parte dos ativos digitais em Reais

Alguns acusados são brasileiros e estariam ligados a uma espécie de ‘rede internacional’ de pirâmides financeiras, com pelo menos 6 empresas diferentes atuando na Europa.

O documento de pedido de congelamento de contas feito pela Interpol detalha o nome de quatro brasileiros envolvidos na rede de golpes internacionais. 

O relatório contém endereços de criptomoedas e análises de empresas especializadas em rastrear endereços de criptoativos, a Interpol pede o bloqueio de contas supostamente ligadas aos envolvidos. 

O processo em curso da Interpol pode envolver as empresas: Arbstar, Prosperity Clube, Eaglebittrade, Ifreex, ZX Bit, B2C Trading, YouXwallet, FxTrading, Fx2Trading, My Hash, estas 3 últimas comandadas pelo brasileiro Philipe Han.

Em pelo menos uma das exchanges notificadas foram encontrados recursos que ainda não haviam sido retirados pelos golpistas. 

Após os recursos serem bloqueados, pessoas da empresa passaram a sofrer ameaças via perfis falsos nas redes sociais. 

Existe a suspeita de que um dos suspeitos teria desconfiado das investigações em curso sobre as atividades, e teria ido para Dubai, para fugir das autoridades. 

O Ministério Publico Federal, recentemente participou de uma série de encontros on-line realizados pela Interpol, sobre crimes virtuais inclusive os praticados com criptomoedas. 

A proposta dos encontros é que os servidores federais possam aprimorar sua capacitação sobre o tema. 

Leia também: Bitcoin ou travessuras: Crianças vibram ao receber BTC no Halloween, assista

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias