Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

R$ 22 bilhões apreendidos em Bitcoin, Dash, Ethereum e outros agora pertencem ao Estado

R$ 22 bilhões apreendidos em Bitcoin, Dash, Ethereum e outros agora pertencem ao Estado

china-polícia-bitcoin-criptomoedas-autoridades-pirâmide-plus-token-golpe-ethereum-xrp-dash

Uma quantidade massiva de criptomoedas agora pertence ao Estado. São R$ 22 bilhões em Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), XRP, Dash e mais.

De acordo com informações do The Block, o montante foi apreendido pelas autoridades chinesas e faz parte do PlusToken, o maior esquema Ponzi do mundo envolvendo criptoativos.

Foram apreendidas 194,774 unidades de BTC, o equivalente a 1% do suprimento total da moeda. Mas esta é só uma de nove moedas digitais apreendidas pela China, confira:

Também estão sob a custódia das autoridades chinesas mais de 830,000 ETH, 1.4 milhão de LTC, 27 milhões de EOS, 74,000 DASH, 487 milhões de XRP, 6 bilhões de DOGE, 79,000 BCH, e 213,000 USDT.

As informações são de um documento da Justiça chinesa que veio à tona na quinta-feira (26).

Criptomoedas agora são do governo chinês

Com 15 pessoas condenadas em 22 de setembro deste ano pelo esquema fraudulento que envolvia uma falsa plataforma de negociação de criptomoedas e a promessa de rendimento diário acima do mercado, a sentença afirma:

“As moedas digitais apreendidas serão processadas de acordo com as leis e os rendimentos e ganhos serão confiscados ao tesouro nacional.”

Assim, além de controlar metade da taxa de hash do Bitcoin, a China agora controla 1% do fornecimento total do ativo, bem como  0,73% do total de ETH e 5% de todo o DODGE em circulação. 

2 milhões de vítimas

O golpe começou em maio de 2018 e exigia depósitos de pelo menos US$ 500 (cerca de R$ 2.600) em criptoativos. Contudo, o montante era usado para pagar os falsos rendimentos de quem havia entrado antes na pirâmide.

Estima-se que os responsáveis pelo PlusToken conseguiram enganar mais de duas milhões de pessoas, além de colocar as mãos em 50 bilhões de yuans, cerca de R$ 40 bilhões.

Os 15 envolvidos no esquema foram condenados de dois a 11 anos de prisão, segundo o The Block, e devem pagar multas entre US$ 100 mil e US$ 1 milhão cada.

Leia também: Rússia classificará ativos financeiros digitais como propriedade

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias