Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O que é ICO e como evitar cair em fraudes?

ICO

Imagine a seguinte situação: você tem uma grande ideia para uma nova plataforma de criptomoedas. Você quer tornar mais simples o sistema de pagamento da gasolina em automóveis e torná-lo digital e criptografado.

O único problema é que você não tem condições de bancar o investimento – Ou
simplesmente não quer gastar todas suas economias nisso – e precisa de pessoas para financiarem seu projeto.

Bom, você poderia ir a um banco e tentar convencê-los de que seu projeto não irá falhar e eles terão o dinheiro volta. Ou buscar investidores capitalistas de risco que acreditam na sua ideia. No entanto, essas opções tem seus problemas. No caso dos bancos são os óbvios juros altos e, no caso dos investidores, parte da sua empresa pertencerá a eles.

Em um ICO (oferta inicial de moedas) você não terá nenhum dos dois problemas.

Funciona assim: Você cria um documento explicando exatamente como o sistema funcionaria (white paper). Cria um site bem legal explicando por que a ideia é boa e como isso poderia ser útil. Então, você pede para as pessoas te enviem Bitcoin ou Ethereum para financiar o projeto e em troca você manda pra elas algumas moedas que representam sua empresa, você pode chamá-las de GasolCoins por exemplo.

Se a GasolCoin começar a ser muito utilizada por usuários no pagamento de gasolina e tiver uma alta circulação, o preço vai subir e quem investiu vai ficar feliz da vida.

Vocês devem ter notado que isso é um pouco parecido a uma oferta pública inicial (IPO) na qual os investidores compram ações de uma empresa. Entretanto, ao contrário
do que acontece em uma IPO, na ICO os investidores não terão participação acionária na empresa. Eles estão apenas apostando que uma moeda ainda sem valor que eles estão comprando agora vá se valorizar no futuro parar que eles possam realizar seus lucros.

 

Devo investir em uma ICO?

Duvida investir ICO

Há inúmeras ICOs por aí, todos ele prometendo grandes retornos para os potenciais investidores. Mas antes de se empolgar e começar a mandar seu dinheiro ganho com muito suor para esses projetos, lembre-se de que a maioria inevitavelmente falhará ou acabarão sendo uma farsa.

Normalmente um típico projeto de ICO terá um site e lá você poderá ver o white paper. Nele você encontrará informações sobre o projeto, experiência da equipe, objetivos a serem alcançados e etc. O que você efetivamente ainda não tem é um produto, nesse estágio você está apenas investindo em uma ideia.

Cabe a você avaliar todos os aspectos possíveis do projeto e decidir por si próprio se colocará seu dinheiro em risco participando dele.

Entretanto, a verdade é que às vezes o risco é recompensado. A EOS, por exemplo, realizou uma campanha da ICO sem nenhum produto e e mesmo assim conseguiu arrecadar mais de 185 milhões de dólares em apenas cinco dias. A moeda começou a ser negociada a menos de 1 dólar e 5 dias depois já estavam sendo negociadas por cerca de 5 dólares. Ou seja, o investidor que colocou dinheiro durante a campanha de ICO viu seu investimento aumentar 5x em apenas 5 cinco dias, uma bela valorização.

Portanto, não se esqueça de que todas as criptomoedas e plataformas são tecnologias experimentais e por isso envolvem grandes riscos. Assim, o melhor conselho quando
se fala em investir em criptomoedas (ou qualquer outro mercado de risco) é o de que você só deve colocar nesse mercado uma quantia que você estaria disposto a perder.

 

Como evitar ICOs fraudulentas?

ICO fraude

Aqui nesse link, você pode ver nosso calendário de ICOs e talvez algum deles pode te interessar. Mas, antes de entrar em um projeto assim, você deve fazer uma ampla pesquisa e estudo, minimizando o quanto puder a chance de entrar em um projeto que só tem como objetivo arrecadar dinheiro e depois desaparecer.

Agora te daremos alguns conselhos que te ajudarão a valorar um projeto de ICO:

1 – Conheça a equipe

A primeira coisa a fazer é pesquisar sobre cada membro do projeto. Normalmente, seus nomes estarão no site oficial do projeto (infelizmente quase tudo em inglês). Anote seus nomes e faça uma ampla pesquisa no Google. Você pode tentar achar seus perfis no Linkedin, Facebook e Twitter.

Verifique também se as contas são verdadeiras, olhando por exemplo da data de criação da mesma e a quantidade de amigos. Pode parecer estranho, mas você precisa ter certeza que essas pessoas são realmente reais.

Tente também, através desses canais, descobrir onde estudaram e o que estudaram. O objetivo aqui é ter certeza que essas pessoas não são meros aventureiros e que tenham experiencia como desenvolvedores .

Elas não necessitam obrigatoriamente ter ido a universidade (Vitalik Buterin – o criador da Ethereum – não foi). Mas é importante que tenham ao menos um envolvimento profundo com a área de tecnologia e criptomoedas.

2 – Presença de comunidades e redes sociais

Verifique se a ICO tem comunidades abertas administradas pelos desenvolvedores discutindo o projeto no Whatsapp,Telegram ou qualquer outra plataforma.

Outro bom sinal é a presença ativa do projeto em redes sociais com Facebook ou Twitter e a comunicação constante com os investidores.

3 – BitcoinTalk

O BitcoinTalk é o maior fórum (em inglês) dedicado a Criptomoedas. Toda ICO que se preze terá uma página lá.

Na página específica da ICO, você poderá ler as informações do projeto, fazer perguntas ao desenvolvedores – e certificar se eles estão respondendo as dúvidas de outras pessoas – e ler os comentários de outros usuários.

4 – White paper

O white paper é o documento que explica detalhadamente todas as etapas do projeto. É muito recomendado que você o leia e entenda no que está investindo.

No documento, deverá estar escrito, de forma clara, toda o relacionamento do projeto com seus investidores. Isso inclui, por exemplo, mencionar a quantidade e as datas de distribuição das moedas para cada etapa do Projeto.

Além disso, é um bom sinal se o projeto especificar como o dinheiro arrecadado será gasto e até mesmo especificar os valores.

 

Próxima: O que é Dapp?

Receba as notícias mais importantes no seu email

Receba as notícias mais importantes no seu email

Todos os guias