Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Delegado afirma que Unick Forex é pirâmide em inquérito e indicia seis pessoas

Delegado afirma que Unick Forex é pirâmide em inquérito e indicia seis pessoas

Por J.S

Lider-unick-video-surra-apanha-guarda-municipal-Diretor
Imagem: Divulgação.

O delegado William Garcez concluiu o inquérito de investigação da Unick Forex e afirmou que a empresa “É pirâmide”. Além disso, seis pessoas ainda foram indiciadas, conforme relatado no portal de notícias NH nessa última segunda-feira, dia 23 de setembro.

O delegado afirmou que os indiciados são os que ‘lideravam o esquema’, praticando e promovendo as atividades da empresa em Crissiumal, onde a unick tinha um escritório, mas que foi fechado no início desse ano.

 
Segundo a notícia, Garcez ainda lembrou que quando apresentou o caso ao judiciário, ele havia descrito a Unick como pirâmide financeira. Em seguida, ele afirmou que:

“É pirâmide. Iam colocando mais gente para dar mais lucro. Depois se evidenciaram mais delitos que envolvem lavagem de dinheiro e crime contra o sistema financeiro”

Na época da apresentação ao judiciário, o delegado afirmou que a intenção era evitar que novas pessoas entrassem no negócio, o que evitaria a formação de novas vítimas, mas que não adiantou.

“mesmo assim mais pessoas foram entrando”

O jornal ainda chegou a comparar o caso da Unick com a da Indeal e afirmou que o da Unick é bem mais complexo e que, por mais que a Polícia Federal não fale sobre a investigação, eles já estão há sete meses tentando rastrear as movimentações financeiras da empresa. Outra coisa que difere as duas empresas são o seu tamanho e o número de transações.

Além disso, a dificuldade no rastreamento de fundos é muito alta. Uma fonte afirmou que:

“descobrir o paradeiro e sequestrar esse patrimônio envolve complexas relações de cooperação internacional”

Fundos da Unick no exterior

Fundos da Unick no exterior

Apesar das dificuldades, as investigações mostram que é possível que há empresas sediadas no Uruguai onde a Unick estaria enviando dinheiro por meio de empresas offshore em paraísos fiscais.

Segundo a reportagem, a Polícia Federal tenta rastrear as supostas remessas bilionárias também para Luxemburgo, Belize e Panamá.

Entenda

Entenda

Recentemente, um dos investidores da Unick publicou um vídeo no qual ameaça tirar a própria vida. Trata-se de um entre muitos outros clientes lesados pela empresa que já conta com mais de 13 mil queixas no ReclameAqui

Acusada de operar uma pirâmide financeira, a Unick atualmente responde a uma acusação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por atuação irregular.

A empresa, que atualmente responde pelo menos 12 processos, conquistou clientes com promessas de retorno de 1,5% a 3% ao dia sobre os investimentos, recentemente negou seu passado, afirmando que nunca foi uma plataforma de investimentos. 

O advogado Marcos Prata, do setor jurídico da Unick, já chegou a dizer que a Unick tem sido alvo de uma “perseguição midiática”, comparando a empresa a Jair Bolsonaro, atual presidente do Brasil. “Um linchamento virtual, sem direito à defesa”, alega. 

Apesar dos atrasos nos pagamentos dos clientes, a empresa, que já chegou a pedir que clientes declarem em cartório que a dívida foi paga, publicou, no início do mês, um vídeo onde fala sobre seus novos projetos e parcerias, que incluem de turismo à uma linha de cosméticos.

Leia também: Blockchain será importante aliada na transformação do esporte no Brasil, diz vice-presidente de marketing do Vasco

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas