Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Maior site de pornografia do mundo pode impulsionar adoção de criptomoedas após saída do PayPal

Maior site de pornografia do mundo pode impulsionar adoção de criptomoedas após saída do PayPal

criptomoedas pornografia pornhub

Pornhub, maior plataforma de pornografia gratuita do mundo, anunciou nesta quinta-feira (14) que o PayPal retirou seu suporte aos pagamentos realizados no site.

Na publicação, o site afirmou que a equipe está “devastada pela decisão do PayPal de interromper os pagamentos para mais de cem mil artistas que dependem deles para sobreviver”.

É a vez das criptomoedas 

É a vez das criptomoedas 

Changpeng ‘CZ’ Zhao, CEO da Binance, maior exchange de criptomoedas do mundo, aproveitou a deixa para responder ao anúncio no Twitter com o comentário:

“Parece uma oportunidade para as criptomoedas?”

A criptomoeda chinesa Verge (XVG) é aceita como forma de pagamento no Pornhub desde abril de 2018, quando Corey Price, vice-presidente da plataforma declarou:

“Hoje, as criptomoedas são especialmente viáveis na indústria de entretenimento adulto, porque são centradas na privacidade e incorporam mais ferramentas de anonimato do que as ofertas tradicionais.”

No mesmo ano, as moedas digitais TRON (TRX) e Horizen (antiga ZenCash) também começaram a ser usadas no site. 

Hoje, o fundador da TRON, Justin Sun, comentou no Twitter sobre a saída do PayPal dizendo que agora é a vez do Pornhub adicionar suporte ao Tether (USDT-TRC20). 

Em setembro do ano passado, o Pornhub declarou que menos de 1% dos pagamentos na plataforma eram feitos com as criptomoedas suportadas. No entanto, a saída do PayPal pode mudar isso.

Menos de 24 horas desde o anúncio, a Verge teve uma valorização de 1%, o preço da Horizen por sua vez aumentou 2%. No entanto, a TRON caiu quase 4%.

Tráfico humano 

Tráfico humano 

pornhub criptomoedas tráfico humano paypal

Embora a adoção de criptomoedas por grandes plataformas seja algo positivo para o mercado, devemos considerar que tipos de indústrias estão aderindo à tecnologia. 

Depois de várias acusações criminais desde 2016 contra a plataforma de conteúdo pornográfico amador Girls Do Porn, só em outubro deste ano, quando o governo federal dos EUA acusou o estúdio de tráfico sexual, fraude e coerção, o Pornhub removeu a página criminosa e os vídeos de seu site.

No mesmo mês, uma mãe descobriu por meio de fotos e vídeos pornográficos que sua filha de 15 anos que estava desaparecida há quase um ano foi vítima de tráfico humano e escravidão sexual.

Cerca de 58 vídeos de abuso sexual contra a menina que foi sequestrada por Christopher Johnson, de 30 anos, estavam hospedados no Pornhub, PeriscopeModelhub e Snapchat.

De acordo com o processo, durante o tempo em que esteve sob controle do abusador, a menina engravidou e foi forçada a realizar um aborto.

O homem apenas negou as acusações e teve sua fiança fixada em US$ 75.000.

Leia também: Autoridades americanas rastreiam brasileiros que usaram bitcoin no maior site de pornografia infantil da deep web

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas