Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Em 48 horas, plataforma de trading descentralizada cresce 230% após a Paxful sair da Venezuela

Em 48 horas, plataforma de trading descentralizada cresce 230% após a Paxful sair da Venezuela

venezuela-paxful-localcoinswap-exchange-criptomoedas-bitcoin-sanções-eua-alta

Na última segunda-feira (14), a Paxfulexchange ponto a ponto (P2P) de Bitcoin anunciou sua saída da Venezuela, para cumprir as sanções econômicas dos EUA contra o governo de esquerda do contestado presidente Nicolás Maduro e evitar punições. 

A notícia se espalhou rapidamente, e outras plataformas descentralizadas não perderam tempo e anunciaram promoções, prometendo que nenhum evento político vai pará-las. 

Enquanto a Paxful deu 30 dias para os usuários sacarem seus fundos da plataforma, em apenas 48 horas, uma das empresas concorrentes anunciou um crescimento de 230% no número de sessões abertas por usuários na Venezuela. 

Essa empresa é a LocalCoinSwap, uma plataforma descentralizada para conectar negociantes de Bitcoin que não hesitou em usar o ponto fraco da Paxful para ganhar a confiança dos traders do país. 

No anúncio sobre o crescimento da plataforma, a empresa declarou: 

“Vimos um crescimento de 230% em novas sessões de usuários na #Venezuela desde que a @paxful anunciou sua saída do país! Somos resistentes a censura e respeitamos a sua privacidade! É por isso que não te forçamos a compartilhar suas informações pessoais.” 

Mercado de criptomoedas na Venezuela 

Se não fossem as sanções unilaterais dos Estados Unidos, o mercado venezuelano poderia ser um dos mais atraentes da América Latina para as criptomoedas. 

O país é o terceiro maior mercado de negociação P2P de Bitcoin do mundo, de acordo com um estudo recente da ChainAnalysis. 

Por este motivo, exchanges como BinanceHodlHodlLocalCryptos e outras empresas ao redor do globo já foram atraídas para a Venezuela. 

Leia também: Investidores compram criptomoeda errada e preço dispara 500.000%

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias