Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

73% dos milionários investem ou querem investir em criptomoedas até 2022, mostra pesquisa

73% dos milionários investem ou querem investir em criptomoedas até 2022, mostra pesquisa

milionários-bitcoin-btc-investir-comprar-criptomoedas-moedas-digitais-investimento

Uma pesquisa conduzida pela deVere Group, uma das principais organizações independentes de consultoria financeira do mundo, revelou que a maioria dos milionários já está ou pretende entrar no mercado de criptomoedas até 2022. 

O estudo realizado com mais de 700 milionários mostra que 73% – quase três quartos – deles estão otimistas em relação aos criptoativos, como Bitcoin e outras moedas digitais, reportou o Finbold.

Os participantes da pesquisa são indivíduos de diversas regiões, como Estados Unidos, Reino Unido, Ásia, África, Oriente Médio, Austrália e América Latina, todos com mais de 1 milhão de libras esterlinas, equivalente a cerca de R$ 7 milhões.  

Nigel Green, CEO e fundador do DeVere Group, aponta na pesquisa que o desempenho positivo do Bitcoin está chamando a atenção de investidores ricos que não querem ficar para trás na revolução do dinheiro. 

O CEO destaca que a moeda foi, novamente, um dos ativos com melhor desempenho do ano, com rendimento de 125% no acumulado de 2020, e acrescenta: 

“Como mostra a pesquisa, esse desempenho impressionante está chamando a atenção de investidores ricos que cada vez mais entendem que as moedas digitais são o futuro do dinheiro e não querem ficar no passado.” 

Segundo Green, entre os entrevistados que estão de olho no Bitcoin estão alguns dos maiores bancos de Wall Street, e atribuiu essa tendência à adoção do criptoativo por gigantes institucionais, como PayPal e a Square, de Jack Dorsey: 

“Sem dúvida, notamos que muitos dos indivíduos de alto patrimônio líquido que foram entrevistados perceberam que um dos principais impulsionadores da alta de preços é o interesse crescente expresso por investidores institucionais que estão capitalizando os altos retornos que a classe de ativos digitais está oferecendo atualmente”, afirma. 

A pesquisa foi divulgada no dia em que a capitalização de mercado total do Bitcoin atingiu o novo recorde histórico de US$ 336 bilhões e o preço do ativo chegou acima dos US$ 18.000. 

O estudo revela uma evolução desde o ano passado, quando 68% dos entrevistados estavam otimistas sobre as criptomoedas.

Hoje, entre os 73% que já possuem ou pretendem adquirir criptomoedas, estão até mesmo ex-céticos do Bitcoin. 

Em 2017, Jamie Dimon, presidente e CEO do banco JP Morgan Chase chamou o BTC de fraude, mas desde então, ele adotou os criptoativos e chegou a dizer que “acredita” na tecnologia blockchain e nas moedas digitais “devidamente regulamentadas”. 

Leia também: Em alta Ethereum alcança US$ 500 pela primeira vez desde 2018

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias