Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Brasileira Hashdex e Nasdaq lançarão o primeiro ETF de Bitcon e criptomoedas do mundo

Brasileira Hashdex e Nasdaq lançarão o primeiro ETF de Bitcon e criptomoedas do mundo

Brasileira Hashdex e Nasdaq lançarão o primeiro ETF de Bitcon e criptomoedas do mundo

A gestora brasileira Hashdex e a Nasdaq, anunciaram que conseguiram a aprovação para lançar o primeiro Exchange Traded Funds (ETF), de criptomoedas do mundo. 

ETFs são fundos que tendem a replicar índices, mas que são negociados como ações. Um dos maiores exemplos no Brasil é o Ibovespa Fundo de índice (BOVA11).

Conforme reportou o InfoMoney, o ETF foi batizado de ‘Hashdex Nasdaq Crypto Index ETF’. O produto foi desenvolvido em parceria com a bolsa americana Nasdaq e será listado na Bolsa de Valores de Bermudas (BSX). 

A gestora brasileira comentou que a escolha da ilha se deu por conta de sua regulação, que também foi o que permitiu a autorização para a criação do novo produto. 

O ETF vai replicar o índice Nasdaq Crypto Index, que também foi desenvolvido em conjunto com a Hashdex, e tem como objetivo representar o cenário institucional de investimentos em criptomoedas.

De acordo com Marcelo Sampaio, CEO da Hashdex, “esse lançamento vai validar a nossa tese de que o investimento institucional no segmento de ativos digitais deve crescer significativamente nos próximos anos”.

Os critérios são claramente definidos e estarão públicos para todos que quiserem consultar a metodologia, assim que o índice for lançado, afirma empresa brasileira. 

O ETF obteve aprovação do órgão regulador das Bermudas na última sexta-feira (18), e deve estrear na BSX entre novembro e dezembro deste ano. 

Há pelo menos dois anos, diversas gestoras pelo mundo tentam criar um produto deste tipo, mas todas as propostas foram barradas pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC).

Entre os ETFs rejeitados está o dos irmãos Cameron e Tyler Winklevoss, que ganharam fama em sua briga na justiça contra Mark Zuckerberg pela criação do Facebook

Neste ano, a SEC rejeitou o produto sugerido pelo banco de investimentos Wilshire Phoenix e pela corretora NYSE Arca, alegando que o mercado ainda não tinha amadurecido o suficiente para ter um fundo negociado publicamente. 

A proposta do fundo da Hashdex e da Nasdaq de lançar o ETF em Bermudas, aproveitou a regulação inovadora da ilha com as criptomoedas, conseguindo ficar fora da avaliação da SEC. 

O CEO da Hashdex comentou que a entrada formal da Nasdaq no mercado de ativos digitais, por meio deste projeto, é mais uma confirmação de que os investimentos em criptomoedas estão sendo vistos com maior interesse e confiança.

“Esse processo também deverá acelerar a entrada de investidores institucionais neste segmento. É uma tendência que cada vez mais se torna concreta”, afirmou Marcelo Sampaio.

Leia também: Empresário cai em golpe e revida com sequestro exigindo R$ 1 milhão em Bitcoin

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias