Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Privacidade de hospital movido a blockchain na China é foco de reclamação dos funcionários

Privacidade de hospital movido a blockchain na China é foco de reclamação dos funcionários

Privacidade de hospital movido a blockchain na China é foco de reclamação dos funcionários

O primeiro hospital afiliado da Dalian Medical University, lançará um programa com a interação da blockchain ainda incompleta, e funcionários expressam preocupações sobre privacidade

O programa piloto será lançado em janeiro de 2021, as operadoras também disseram que essa plataforma movida a blockchain permitirá que os pacientes acessem os serviços de internet por meio de um miniaplicativo do WeChat

A rede blockchain armazena dados de consulta e tratamento, com o objetivo de maximizar soluções sem contato devido à pandemia do novo coronavírus

Os funcionários do Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação disseram aos administradores do hospital que eles não estão convencidos de que a infraestrutura da blockchain é segura

As reclamações expressam as preocupações com as questões de segurança de dados, conforme reportou o Cointelegraph.

De acordo com o diretor do Primeiro Hospital Afiliado da Dalian Medical University, Niu Tie, o departamento de informação “está enfrentando muita pressão [do governo]. Por ser um hospital líder na região, qualquer tomada de decisão era muito cautelosa (…)”.

Niu Tie continua dizendo que “os requisitos também são muito rígidos em termos de privacidade”..

“Para simplificar, a blockchain pertence à parte de back-end, que é uma tecnologia de segurança de dados para hospitais. Os pacientes não terão nenhum inconveniente com o acesso pela internet”, explicou o diretor Niu.

Os funcionários do governo querem que o hospital garanta que as informações possam ser verificadas e que possa proteger o armazenamento, a transmissão e o acesso aos dados.

A China é bem conhecida por sua vigilância em massa dos cidadãos, tornando os comentários dos funcionários um pouco contraditórios. 

O hospital e o Ministério da Indústria ainda estão discutindo as melhores maneiras de garantir a privacidade e segurança dos dados antes do lançamento ano que vem. 

O diretor Niu disse que a principal aplicação da tecnologia do blockchain era a ideia de garantir e verificar dados críticos, bem como o armazenamento, transmissão e acesso seguros dos dados.

Leia também: Banco Central Europeu começa testes do Euro Digital em outubro

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias