Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Facebook censura conteúdo relacionado ao Bitcoin

Facebook censura conteúdo relacionado ao Bitcoin

O Facebook, nos últimos dias tem censurado todas as postagens que incluem a hashtag #Bitcoin na descrição. 

Conforme reportagem do Cryptopotato, vídeos, fotos e até mensagens relacionadas ao bitcoin (BTC), foram censuradas, impedindo o acesso do público a qualquer informação relacionada a criptomoeda.

Ao entrar na hashtag, os usuários em diferentes partes do mundo são confrontados com uma tela de censura, na qual o Facebook garante que as postagens fiquem “temporariamente ocultas” para manter a comunidade segura. 

No Twitter, é possível ver os usuários denunciando a proibição do Facebook. Como no caso de Carl, que comentou que estava procurando por bitcoin nas hashtags, mas o Facebook bloqueou os conteúdos da busca.

“🚨 Bitcoin censurado no Facebook! 

Eu estava procurando por conteúdo em #Bitcoin no Facebook e, aparentemente, essa hashtag está sob proibição “temporária”.  

Isso é ultrajante 😡 Por favor, retuite! “

Diferente do Facebook, o Twitter tem um ponto de vista que apoia o BTC, além de permitir a hashtag, a criptomoeda também tem seu próprio emoji. 

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, já falou sobre o bitcoin em várias ocasiões, dizendo que ele desempenhará um papel significativo no futuro das finanças. 

Embora a hashtag seja uma grande proibição para o Facebook, os resultados da pesquisa por “Bitcoin”, sem a hashtag, são inteiramente normais e não foram censurados pelo gigante da mídia social.

Contudo, essa não é a primeira vez que o Facebook censura conteúdo relacionado ao Bitcoin. No início de 2018, a rede social decidiu mudar suas políticas para proibir expressamente qualquer anúncio que promova o comércio de criptomoedas e outras ICOs. 

O Facebook permitiu a volta dos anúncios sobre criptomoedas após críticas. Agora, parece que as hashtags sobre bitcoin voltaram normalmente. 

YouTube deleta famoso canal brasileiro de criptomoedas e usuários protestam nas redes sociais

Anteriormente neste ano, o YouTube removeu, sem aviso prévio, o canal brasileiro Dash Dinheiro Digital, com mais de 20 mil inscritos. 

Em seu twitter, Dash comenta que foram quase 3 anos e mais de 1000 vídeos, 3 documentários. O YouTube removeu o vídeo publicado recentemente, e, logo em seguida, excluiu o canal. 

Leia também: Banco Central da Austrália inicia parcerias para criar um CBDC

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias